VARIEDADES

Professor explica fenômeno visto no céu de Mossoró e cidades da região; veja vídeo

Foto: Reprodução
09 Jul
09:44 2018
A+   a-
Da redação
Um clarão em forma de bola de fogo foi visto no céu na noite do último sábado, 7, nas cidades de Mossoró, Areia Branca, Assu, Baraúna, Tibau e Severiano Melo, no Rio Grande do Norte. Moradores de Icapuí e Russas, no Ceará, também alegaram ter visto o clarão. O fenômeno chamou a atenção dos moradores e assustou alguns deles.

Para explicar tal fenômeno (e tranquilizar àqueles que acharam que seria indício do fim do mundo), conversamos com o professor e astrônomo amador, Francisco Roberlanio.

O professor Roberlanio explicou: Trata-se de um meteoro. O meteoro nada mais é do que o rastro luminoso presente na atmosfera terrestre quando ocorre atrito entre um meteoroide (massa sólida que se desloca no espaço cósmico) e os gases desta atmosfera. "Para ter sido visto em tantas cidades ele devia ter alguns metros de comprimento. Essas rochas espaciais entram na atmosfera terrestre a velocidades absurdas, que podem chegar a 260000 km/h. Nesse pique, elas não demorariam nem dois segundos para se espatifar no solo. A atmosfera, porém, trata de freá-las violentamente. Para um corpo tão rápido, as camadas de ar que envolvem a Terra funcionam como uma parede de concreto, capaz de barrar a maioria das mais de mil toneladas de pedras que ameaçam cair sobre nós diariamente", afirmou.

Segundo Roberlanio, a passagem do meteoro já estava prevista para acontecer neste dia 7 de julho. Assim com está previsto para o final do mês. "Este aí veio direto da constelação de Capricórnio, até o dia 30 terá mais vindo de Aquário e Peixes, se tivermos sorte teremos outro como este, é muito raro cair diretamente no chão, o grande problema, no entanto, são mesmo as rochas menores pois ainda não existe tecnologia capaz de rastreá-las. A possibilidade de choque é pequena, mas nada impede que uma delas chegue por aqui sorrateiramente – e com a força de uma bomba nuclear", afirmou.

Roberlanio explica que essa chuva de meteoro é comum neste período. "Chuvas de meteoros são periódicas, elas acontecem quando a Terra em seu movimento de translação ao redor do Sol passa por determinados locais onde existem corpos celestes, esse mês teremos uma chuva deles, isso é normal esse mês, o que vemos são aqueles pequenos, que chamamos de estrelas cadentes", relatou o professor.

Após o fenômeno aparecer no céu, vários vídeos gravados por internautas circularam nas redes sociais. Veja um deles abaixo:



Na internet, a organização americana Exoss - Citizen Science, instituição sem fins lucrativos com finalidade de estudar os meteoros, pede a contribuição das pessoas que viram o fenômeno. Se você viu o meteoro no último sábado você pode relatar no site a seguir: EXOSS 
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS