POLÍCIA

Acusado de integrar quadrilha que matou PM Ildônio é preso assaltando em Natal

11 Out
15:22 2018
A+   a-
Da redação
A Polícia Militar prendeu na noite desta quarta-feira (10), mais um acusado de integrar a quadrilha que matou o policial militar Soldado Ildônio José da Silva, de 43 anos, durante assalto na RN-117, entre Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado, no Oeste potiguar. O crime aconteceu no dia 16 de agosto deste ano.

Foi preso Danilo da Silva Fernandes. Segundo informações, Danilo foi pego em flagrante por policiais militares logo após realizar um arrastão num restaurante no bairro Candelária, em Natal. O acusado foi autuado na Delegacia de Polícia Civil e em seguida conduzido para o Centro de Detenção Provisória da Ribeira.

A polícia ainda procura por mais cinco acusados de matar o PM Ildônio durante o assalto ao ônibus dos estudantes de Caraúbas. O soldado era lotado na cidade e estava no veículo em direção a Mossoró, onde cursava faculdade.

No início daquela noite, os criminosos interceptaram o ônibus, mandaram o PM descer e o executaram com tiros na cabeça. O Ministério Público Estadual denunciou 19 pessoas por participar do crime direta e indiretamente. Entre os envolvidos, há até estudantes de Direito.

Ainda estão sendo procurados: Vantuir de Lima, William Bezerra de Lima (Belo das Mirandas), Judson Rodrigues Vieira (Juca ladrão), Lucivan Dantas (Rabicó), Antônio Alcivan Fernandes Júnior (Juninho Mangueira).

A Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região (APRAM) oferta recompensa de R$ 12 mil para quem prestar informações que levem aos acusados. O telefon é o 190. O anonimato é garantido.

Veja mais
"Só dei um tiro no cachorro", revela o assassino em mensagem enviadas a parentes

"Eles entraram direto para o policial, eles sabiam que era policial", relata estudante sobre morte de PM

Caso Ildônio: Autor da frase "Só dei um tiro no cachorro" está preso; Polícia procura outros sete

Força Tarefa do Caso Ildônio pede que a população não ajude os bandidos

Mãe e filha são presas por ajudarem quadrilha que matou PM Ildônio em Caraúbas

Polícia prende mais um envolvido no assassinato do PM Ildônio; veja lista de presos até agora

Universitária presa e autuada por ter passado informações para a quadrilha que matou Ildônio

Polícia prende ainda em flagrante quatro suspeitos do assassinato brutal do Soldado Ildônio, de Caraúbas

Despedida a Cabo Ildônio em Mossoró; sepultamento será às 16h


DENUNCIADOS
VANTUIR DE LIMA (“VANTUIR”)
ANTÔNIO ALCIVAN FERNANDES JÚNIOR (“JUNINHO MANGUEIRA”)
ALEILSON MELQUIADES DE OLIVEIRA (“ALEILSON”)
LUIS FELIPE DE LIMA (“LIPE”)
WILHIAN BEZERRA DE OLIVEIRA (“BELO DAS MIRANDAS”)
JOSÉ FERNANDES DA SILVA (“DEDÉ DO FOGO”)
DANILO DA SILVA FERNANDES (“DANILO”)
JUDSON RODRIGUES VIEIRA (“JUCA LADRÃO” OU “JUDSON”)
KAWAN BRUNO FERREIRA DE LIMA (“COCADA”) - morto em confronto com policiais 
GRÉCIA TEODORA GURGEL DE MEDEIROS (“GRÉCIA” ou “LOIRA DO SINDICATO”)
TALLYSON DANTAS DA SILVA (“TALLYS DE ZÉ PRETO”)
LETÍCIA HELLEN GOUVEIA DOS SANTOS (“MORENA DO SINDICATO” OU “LETÍCIA”)
LUCIVAN DANTAS ROCHA (“LUCIVAN RABICÓ”),
KLEISON YURI DA SILVA PINHEIRO
NELSON GOMES FONSECA
ROSILENE ARAÚJO OLIVEIRA
AYSLA MELQUIADES DE OLIVEIRA
RONALDO DA SILVA FERNANDES
Mais um adolescente.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS