17 JUN 2024 | ATUALIZADO 12:28
NACIONAL
Da redação
04/02/2017 16:08
Atualizado
13/12/2018 04:59

O ódio que aflora no seio social nos empurra para um túnel de pessimismo

A+   A-  
O ser humano se esforça tremendamente para ser uma experiência de DEUS que não deu certo na terra. É triste ver pessoas graduadas, que leram bons livros (pelo menos aparentam) com pensamentos tão desumano
Imagem 1 -  O ódio que aflora no seio social nos empurra para um túnel de pessimismo
Sou um otimista enquanto sociedade. Mas estes atos com relação a morte de Marisa Letícia me jogaram num poço de pessimismo horrível. Não consigo enxergar uma luz no fim do túnel com “cegos” raivosos como guia.
 
O ser humano se esforça tremendamente para ser uma experiência de DEUS que não deu certo na terra. É triste ver pessoas graduadas, que leram bons livros (pelo menos aparentam) com pensamentos tão desumano.
 
Espíritos de porcos!
 
Juro que me esforcei nestes dias procurando compreender os últimos fatos. Qual origem deste ódio. Não sei como surgiram estas pessoas com tanta pobreza, com espírito tão doente, tão carente de um tratamento psiquiátrico...
 
Cadê os ensinamentos bíblicos, de nossos pastores, de nossos pais e de nossos avôs? Constavam lá nas palavras deles que o sentimento mais nobre que existe é o do perdão. Não sou mais garoto. Passei dos 40. Mas lembro dos ensinamentos.
 
Sou do tempo que se baixava a cabeça quanto o adulto falava. Sou do tempo em que quando o idoso abria a boca, ficávamos 100% em alerta para aprender tudo daquele palavreado cansado, porém sábio. Não importava o tema.
 
Tudo que um idoso falasse, era ouvido e compreendido pelos mais jovens, de uma previsão de chuvas usando o cruzeiro do sul, a uma dor de dente de um arrancador de toco. Se ele jogasse uma pedra num poço e mandasse busca-la, pulava-se dentro deste poço e trazia a pedra a margem.
 
Hoje, a lição que temos é: compre uma pistola e mate aquele que fere teu coração com a saudade de um parente ou amigo querido. O sentimento do perdão ensinado pelos nossos anciões não existe mais no peito dos jovens.
 
Há tempos que a sociedade não quer justiça, muito embora sejam estas as palavras que falam. Falam da boca para fora. Querem vingança. Não querem polícia para fazer justiça. Querem policiais para vingar, para acalentar seu ódio.
 
Sim, este pessimismo todo não é comum no meu peito. Se fosse, não brigava pelo que é justo. Aflora agora em função destas bizarrices que não tento como evitar nas redes sociais em relação a Marisa Letícia. O ódio que aflora é o caminho da morte social.

Não vou pedir que parem.
 
Paro eu...

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário