29 JUN 2022 | ATUALIZADO 08:59
POLÍCIA
Da redação
25/06/2017 07:02
Atualizado
13/12/2018 05:05

Médicos avaliam que cirurgia no coração de Ednaldo foi feita com sucesso

A+   A-  
Médicos agora aguardam a pressão arterial voltar ao normal para fazer um exame de cateterismo; estão confiantes; a família mantém a campanha de doação
Imagem 1 -  Médicos avaliam que cirurgia no coração de Ednaldo foi feita com sucesso
O processo cirúrgico no PM Ednaldo Fernandes foi realizado durante a madrugada deste domingo, 25, com sucesso, e a pressão do policial já está começando a voltar ao normal.

Entretanto, a equipe médica que fez o procedimento alertou que o quadro de saúde do policial ainda é muito grave e que ainda é preciso fazer um cateterismo.

Algumas vezes um pigmento especial é colocado no cateter para fazer com que o interior do coração e vasos sanguíneos apareçam no raio-x.

O pigmento pode mostrar se as placas estreitaram ou bloquearam as artérias coronárias. As placas são feitas de gordura, colesterol, cálcio e outras substâncias encontradas no sangue.

Este acúmulo causado pela sedimentação destas substâncias acaba por estreitar o interior das artérias e pode restringir o fluxo de sangue ao coração.

Quando isso acontece é chamado de doença da artéria coronária, que teria sido isto um dos motivos que levou o policial sofrer o infarto quando perseguia bandidos em Mossoró.

Na conversa que os médicos tiveram com os familiares e os comandantes da Policia Militar de Mossoró, durante a madrugada, os deixou confiantes na recuperação do paciente.

A irmã de Ednaldo Fernandes, Denise Duarte explicou que o governador Robinson Faria determinou que o Estado custeasse a cirurgia.

Veja mais
Robinson Faria determina que Estado arque com cirurgia do PM Ednaldo


Entretanto, Denise Duarte disse que a campanha entre amigos para arrecadar fundos continua, pois eles não sabem o que vão precisar de agora em diante.

Vejam mais
Família pede ajuda para cirurgia do soldado Ednaldo



O caso

O soldado Ednaldo estava perseguindo um suspeito no bairro Santo Antônio, sexta-feira, 23, quando sofreu o infarto. Foi socorrido para a UPA e depois transferido para o HRTM.

Do HRTM, foi regulado para a um dos 10 leitos de UTI contratado pelo Estado no dia 5 de junho passado no Hospital Wilson Rosado para atender os pacientes do HRTM.



Na tarde deste sábado, o médico Sterferson Duarte, que é da família, avisou a família e ao comandante Lima, do trânsito, que Ednaldo Fernandes precisava desta cirurgia urgente.

O comandante Lima empenhou o seu veículo, que é avaliado em R$ 41 mil, para conseguir o dinheiro de imediato para comprar o material da cirurgia, que custa R$ 35 mil.

Em seguida, o governador Robinson Faria ficou sabendo da necessidade e determinou que Estado arcasse com os custos da cirurgia e todos os outros gastos já realizados.

http://mossorohoje.com.br/arquivos/galeria/1/201706242055411.jpg


 

Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário