28 FEV 2024 | ATUALIZADO 18:28
POLÍCIA
Da redação
30/10/2017 12:37
Atualizado
14/12/2018 03:56

Acusado de matar rival por conta de namoro vai a julgamento em Mossoró

A+   A-  
Fernando Pereira Soares, 30, é acusado de matar a tiros Erivan da Silva. Os dois disputavam um relacionamento com uma adolescente, foi então que Erivan disse a família da jovem que Fernando tinha ficha na polícia, o prejudicando.
Imagem 1 -  Acusado de matar rival por conta de namoro vai a julgamento em Mossoró
O Tribunal do Júri Popular julga nesta terça-feira, 31, Fernando Pereira Soares, de 30 anos, acusado de matar Erivan da Silva
(foto acima), no dia 20 de julho de 2012, no Sítio Baracho, zona rural de Jucurutu, região do Seridó potiguar.

O réu está preso na Penitenciária de Patos, na Paraíba. Fernando é acusado de outros crimes de homicídio, inclusive, é apontado como mentor do assassinato do próprio pai, o Josenir de Deca de Napoleão. Este crime aconteceu em setembro de 2012.

Fernando ia ser julgado em 19 de setembro, mas na época, o advogado deixou o processo. Por conta da repercussão dos caso em Jucurutu, a defesa pediu desaforamento do caso (ou seja, mudança de Comarca).

Segundo o inquérito policial, o crime foi motivado por vingança. O acusado Fernando teria matado Erivan porque ambos eram rivais, pois, disputavam o coração de Camila Alves Izidro, uma adolescente. 

Erivan da Silva, conforme os autos, teria dito à família da jovem que Fernando era preso do regime semiaberto pelo crime de roubo. Por conta disso, o relacionamento da jovem com o réu foi prejudicado.

Na execução do crime, o réu surpreendeu a vítima e o matou com vários tiros, sem chance para defesa. 

Fernando já possui vários outros processos na Vara Criminal da Comarca de Caicó, inclusive, há a informação de que ele é integrante de uma facção criminosa.

A sessão será presidida pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros. O Ministério Público será representado pelo promotor de justiça Armando Lúcio Ribeiro e a defesa será feita pela advogada Paula Vasconcelos de Melo Braz.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário