13 AGO 2022 | ATUALIZADO 19:21
MOSSORÓ
Da redação
09/01/2018 14:45
Atualizado
13/12/2018 14:05

Em nota, Prefeitura de Mossoró informa que só vai solicitar insulinas no final de janeiro

A+   A-  
O medicamento de alto custo, que é fundamental no tratamento de diabetes, já está faltando na Secretaria de Saúde do Município há pelo menos 30 dias.
Imagem 1 -  Em nota, Prefeitura de Mossoró informa que só vai solicitar insulinas no final de janeiro
Reprodução
Os mais de 400 pacientes com diabetes cadastrados na Secretaria Municipal de Saúde, da Prefeitura de Mossoró, terão que esperar mais 30 dias para receber a insulina.

O medicamento de alto custo, que é fundamental no tratamento de diabetes - a insulina já está faltando na Secretaria de Saúde do Município há pelo menos 30 dias.

A falta da medicação é graças ao descontrole ou falta de responsabilidade da gestão da Secretaria de Saúde, em fazer a licitação quando o projeto já não existe mais.

Através de nota à imprensa, a Prefeitura de Mossoró faz um insulto aos pacientes, quando informa que está investindo R$ 3.601.800,00 na compra de insulina.

Na prática, trata-se de um processo licitatório que deveria ter sido concluído no segundo semestre de 2017 e que só nesta terça-feira, 9, foi anunciado o vencedor.

Trata-se da empresa Prontomedica Produtos Hospitalares, de Natal. Mas a contratação não é de imediato. Os pacientes com diabetes vão ter que sofrer um pouco mais.

É que somente no final do mês de janeiro é que a Prefeitura vai solicitar 36 mil unidades da insulina Degludeca e 18 mil unidades da insulina Asparte para distribuir aos pacientes.

Seguindo os trâmites legais, o certame está na fase de homologação e adjudicação, que ocorre em um prazo de oito dias corridos.  Daí fica concluído o processo.

Entretanto, as insulinas que já estão em falta há 30 dias só poderão ser solicitadas após abertura do orçamento municipal, prevista para acontecer no final de janeiro.

Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário