22 FEV 2019 | ATUALIZADO 23:38
POLÍCIA

Veja nomes dos suspeitos de matar o agente penitenciário federal Henry Charles em Mossoró

Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e 10 de busca e apreensão; Henry Charles, que trabalhava no presídio federal, foi morto em abril de 2017 no bairro Boa Vista
Da redação
06/02/2018 06:33
Atualizado
13/12/2018 20:47
A+   A-  
Veja nomes dos suspeitos de matar o agente penitenciário federal Henry Charles em Mossoró
Duas pessoas foram presas pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 6, durante a segunda fase da Operação Força e União (Não Passarão), que investiga o assassinato do agente peniteniciário federal Henri Charles, ocorrido em abril de 2017 no bairro Boa Vista, em Mossoró.

Leia mais
Assassinato do agente penitenciário Henry Charles, em Mossoró, foi planejado há 2 anos pelo PCC, diz PF

Os suspeitos são: Everton Fernandes Simão e Thiago Roberto Alves Maia.

Também foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão nos bairros Boa Vista e Ouro Negro onde foi localizado o carro usado no crime. Segundo as investigações, pessoas que moram no local participaram da execução do agente público.

Segundo a PF, na primeira fase foram identificados os responsáveis pela cadeia de comando, ordem e levantamentos de informações para executar o agente público.

O delegado Samuel Elanio, chefe da Delegacia de Polícia Federal de Mossoró, detalhou a operação:



Em julho do ano passado, a PF deflagrou a operação e cumpriu mandados em Mossoró, Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo as investigações, a facção Primeiro Comando da Capital (PCC) ordenou assassinatos de vários agentes penitenciários federais, incluindo Henry Charles.

Alex Belarmino Almeida foi executado em setembro de 2016, em Cascavel-PR.

Já em relação ao Agente Henry, as investigações apontaram que sua morte havia sido planejada há dois anos na cidade de São Paulo e teve início através de integrantes do PCC envolvidos na coleta de dados, preparo da ação e com participação de pessoas próximas da vítima.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário