20 FEV 2019 | ATUALIZADO 17:44
POLÍTICA

Capitão Vagner, do Ceará, elogia vontade política do governo Robinson para melhorar o sistema prisional

Deputado estadual fez discurso na Assembleia Legislativa do Ceará nesta quinta-feira, 10, reconhecendo os avanços no sistema prisional do RN e afirmando que é exemplo na região Nordeste [VIDEO]
Da redação
11/05/2018 18:38
Atualizado
12/12/2018 20:28
A+   A-  
Capitão Vagner, do Ceará, elogia vontade política do governo Robinson para melhorar o sistema prisio
O deputado estadual Vagner Sousa Gomes, o Capitão Vagner, do Ceará, visitou o sistema prisional do Rio Grande do Norte e saiu soltando elogios pelo que viu na Penitenciária de Alcaçuz e escutou do Secretário Estadual de Interior e Justiça, Luiz Mauro Albuquerque de Araújo.
 
Em pronunciamento nesta quinta-feira, 10, na Assembléia Legislativa do Ceará, o Capitão Vagner lembrou que em 2016 o atual secretário de Interior e Justiça do Rio Grande do Norte foi convocado para colocar o sistema prisional do Ceará nos eixos. Na época aconteceu rebelião com mortes de presos.
 
Criticou fortemente o que, segundo ele, o governo do Ceará, nao deu liberdade para o então Mauro Albuquerque, colocasse o sistema prisional nos eixos, deixando chegar ao ponto que chegou. O deputado critica o governo do Ceará por não ter adotado medidas como as que foram adotadas no Rio Grande do Norte.
 
Capitão Vagner citou que os presos de Alcaçuz, que se consideravam líderes das facções, foram disciplinados. Os que se intitularam líderes, foram colocados na limpeza do presídio. Disse que as celas de Alcaçuz não têm tomadas elétricas e se entrar celular, este fica sem bateria e os presos não podem ligar.
 
"Aqui no Rio Grande do Norte temos menos estrutura e menos recursos, mas temos uma coisa chamada vontade política. O governador deu liberdade para que eu pudesse, de fato, resolver o problema do sistema prisional do Rio Grande do Norte". O capitão Vagner diz que ouviu esta frase do secretário Mauro Albuquerque.
 
Antes de encerrar suas palavras na tribuna da Assembléia Legislativa do Ceará, o capitão Vagner lembrou que quando aconteceu greve da PM no Rio Grande do Norte, não foram registrados ataques a ônibus ou prédios públicos.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário