09 DEZ 2019 | ATUALIZADO 11:51
ECONOMIA

Sociedade precisa “resistir” aos ataques do governo à Petrobras, diz Prates

Gabinete do senador Jean Paul Prates realizou debate nesta sexta-feira (9) na Assembleia Legislativa do RN e criou Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras no RN com os deputados do RN
10/08/2019 10:35
Atualizado
10/08/2019 11:02
A+   A-  
Imagem 1 -  Gabinete do senador Jean Paul Prates realizou debate nesta sexta-feira (9) na Assembleia Legislativa do RN e criou Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras no RN com os deputados do RN
Gabinete do senador Jean Paul Prates realizou debate nesta sexta-feira (9) na Assembleia Legislativa do RN e criou Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras no RN com os deputados do RN
FOTOS: ALBERTO LEANDRO

Em debate realizado nesta sexta-feira, 9, no auditório da Assembleia Legislativa do RN, o senador Jean Paul Prates (PT) afirmou que “a política de desmonte do governo federal está reduzindo a importância da Petrobras”.

“A Petrobras é o que todas as empresas do mundo sonham em ser: referência em tecnologia, liderança e mercado. Mas o que acontece na atualidade é que estamos dando marcha à ré em tudo o que construímos com a conquista da autossuficiência em petróleo”, lamentou. 

O Brasil é autosuficiente em óleo desde 2006. Trabalhava na instalação dos parques de refino para se tornar autosuficiente em derivados de petróleo quando aconteceu a mudança de governo em 2016, iniciaram as mudanças administrativas entregando o patrimônio brasileiro ao mercado externo. Estas entregas intensificaram no atual governo, com a venda o sistema de gasodutos e refinarias.


Jean Paul defendeu que a sociedade precisa “resistir” aos ataques do governo à Petrobras. Diante de uma plateia formada por representantes de órgãos governamentais, organizações sindicais e entidades empresariais, o senador reafirmou que “problemas do passado não podem justificar as medidas absurdas que estão sendo tomadas agora”. 

O evento marcou o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras no Rio Grande do Norte. O deputado estadual Francisco do PT salientou a “importância estratégica” da empresa para a economia potiguar. 

"Nós sabemos de tudo o que a empresa representa para o nosso estado. Por isso, estaremos sempre em defesa da permanência da Petrobras no Rio Grande do Norte", declarou o deputado Sousa, de Areia Branca. 


Para a deputada estadual Isolda Dantas (PT), a redução nos investimentos da Petrobras no Rio Grande do Norte tem prejudicado a economia do estado, principalmente nas regiões produtoras de petróleo. 

"O tema da Petrobras é estratégico porque mexe com a nossa soberania. Temos a obrigação de fazer esse debate com a maior seriedade e compromisso. Defender a Petrobras é defender a soberania”, disse. 

Já o deputado estadual Souza Neto (PHS) alertou que a redução dos investimentos da empresa no estado resultou na perda de aproximadamente cinco mil postos de trabalho na região de Mossoró. 

"Como venho da região da Costa Branca, nós que queremos ver o desenvolvimento chegar ao interior, sabemos o que a Petrobras representa para os municípios do interior do Rio Grande do Norte: geração de emprego, arrecadação de impostos e uma forte presença social nas comunidades”, ponderou. 

Jean Paul reiterou que o Ministério da Economia, sob o comando de Paulo Guedes, quer “fazer caixa para resolver um problema macroeconômico com a venda de ativos da Petrobras”. 

“No nosso entendimento, esse não é o caminho. Não há razão estratégica para esse desmonte. Precisamos resgatar a Petrobras”, frisou. 

Participaram do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras no RN a representante da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Fátima Viana;


O coordenador-geral do Sindicato dos Petroleiros do RN (Sindipetro-RN), Márcio Azevedo Dias;

O presidente do Sindicato das Empresas de Petróleo, Gás e Combustíveis do RN (Sipetro), Fernando Antônio Lucena Soares;

O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte-RN), José Teixeira;

O presidente da Associação dos Docentes da UFRN (Adurn-Sindicato), Wellington Duarte;

O representante da Federação dos Trabalhadores em Administração Pública Municipal do RN (Fetam), Marcelo Manduca;

O presidente da Comissão de Assuntos Energéticos da OAB-RN, Mateus Pereira dos Santos;

O diretor-técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcante;

O secretário-adjunto de Planejamento do RN, George Câmara;

O secretário-adjunto de Desenvolvimento do RN, Sílvio Torquato;

A presidente da Agência de Fomento do RN, Márcia Maia;

A vereadora Divaneide Basílio (PT);

O vereador Sueldo Medeiros (PHS).

Notas

Ambiental do Brasil

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário