17 OUT 2019 | ATUALIZADO 20:05
POLÍCIA

Mecânico acusado de tentar matar a ex será julgado nesta quarta-feira

Julgamento de José Josivan, por ter tentado matar a ex-mulher, Cinthya Teresa, no dia 3 de dezembro de 2017, no bairro Alto da Conceição, será realizado no Fórum Desembargador Silveira Martins
CEZAR ALVES
13/08/2019 18:21
Atualizado
13/08/2019 18:22
A+   A-  
Imagem 1 -  Cinthya Teresa foi atingida por disparos de arma de fogo, proferidos pelo ex-marido, que foi até a casa dela, já destinado a cometer o crime. Graças ao rápido atendimento médico prestado, ela conseguiu sobreviver.
Cinthya Teresa foi atingida por disparos de arma de fogo, proferidos pelo ex-marido, que foi até a casa dela, já destinado a cometer o crime. Graças ao rápido atendimento médico prestado, ela conseguiu sobreviver.
FOTO: ARQUIVO/MH

O mecânico José Josivan da Silva, de 43 anos, senta no banco dos réus nesta quarta-feira, dia 14, para responder pela tentativa de homicídio qualificada que teve como vítima sua ex-mulher, a dona de casa Cinthya Teresa Martins Viana Batista, no dia 3 de dezembro de 2017.

Veja mais

Mecânico tenta matar a ex por não aceitar fim do relacionamento


O Ministério Público narra que José Josivan foi até à casa da ex-esposa alegando querer conversar sobre a guarda dos filhos. Contudo, a intenção real era mata Cinthya Teresa.

Para isto, o acusado usou um revólver, que havia comprado pouco tempo, já com o objetivo de matar a ex. Após uma pequena discussão, José Josivan passou a atirar. Em seguida, tentou suicídio, mas foi contido e preso pela Polícia Militar e conduzido a Delegacia, onde foi autuado.

Apesar de ter sido atingida pelos disparos, graças ao rápido atendimento médico prestado à Cinthya Teresa, ela conseguiu sobreviver.

O processo chegou ao poder Judiciário e na Instrução o juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros chegou à conclusão que o caso deveria ir a Júri Popular, que foi agendado para esta quarta-feira, a partir das 8h30, no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins.

O caso será apresentado aos sete jurados pelo promotor de Justiça Ítalo Moreira Martins e a defesa do réu será feita pelo advogado Nelito Lima Ferreira Neto. Os trabalhos devem ser concluídos por volta de meio dia, com o juiz Vagnos Kelly anunciando a sentença.


Notas

Novo Eleitoral

Publicidades

Unicursos em Mossoró MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário