21 SET 2019 | ATUALIZADO 13:00
POLÍCIA

Dupla senta no banco dos réus por tentar matar vizinho há 8 anos

Este crime aconteceu no dia 25 de outubro de 2011, por volta das 12h, na rua Nilo Peçanha, no bairro Bom Jardim. Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, Manoel teria emprestado a arma para Alemax matar Maximiliano Medeiros.
21/08/2019 08:37
Atualizado
21/08/2019 08:54
A+   A-  
Imagem 1 -   O juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros preside os trabalhos, que foram abertos às 8h30, devendo ser concluído por volta de meio dia.
O juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros preside os trabalhos, que foram abertos às 8h30, devendo ser concluído por volta de meio dia.

O Tribunal do Júri Popular se reúne nesta quarta-feira (21) para julgar o pintor Jefferson Max de Oliveira, o Alemax, de 28 anos, e Geilson Jefferson Cabral da Silva, o Manoel, de 27 anos, acusados pelo Ministério Público Estadual de tentar matar Maximiliano Medeiros Gurgel. 

Este crime aconteceu no dia 25 de outubro de 2011, por volta das 12h, na rua Nilo Peçanha, no bairro Bom Jardim. Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, Manoel teria emprestado a arma para Alemax matar Maximiliano Medeiros.

“Verificou-se, com base nos autos do Inquérito Policial número 236/2011, originário da 1ª Delegacia, que no momento da ocorrência, a vítima estava no local mencionado quando fora abordada pelo denunciado, tendo este passado em frente ao local onde se encontrava a vítima, deixando a bicicleta que pilotava na esquina e voltado a pé correndo, sendo que ao se aproximar da vítima foi logo efetuando vários disparos de arma de fogo em direção a vítima, deixando em seguida o local acreditando está a vítima morta, não vindo esta a óbito devido ter sido socorrida pela SAMU e levada para o Hospital Regional Tarcísio Maia”.

 O juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros preside os trabalhos, que foram abertos às 8h30, devendo ser concluído por volta de meio dia. O Ministério Público Estadual será representado no plenário do TJP pelo promotor de Justiça Hermínio Sousa Perez Junior.

Os interesses dos dois réus serão defendidos em plenário pelos advogados Ytalo Mesquita Pinto e Aurineide Gondim Freire. Testemunhas, vítima e acusados serão interrogados em plenário, para que o Conselho de Sentença entenda melhor o caso.


Outro júri - Réu condenado por tentar matar o irmão

Nesta terça-feira, dia 20, o TJP condenou Rosimário Silva do Nascimento, de 24 anos, a 7 anos de prisão em regime semi-aberto por tentar o irmão Ronaldo Silveira do Nascimento a tiros no dia 24 de setembro de 2013, no bairro Barrocas, em Mossoró.

O réu não compareceu ao júri. Nem a família e nem a Policia ou a Justiça sabe seu destino. Acredita-se, inclusive, que ele está morto.

No dia que tentou matar o irmão Ronaldo, Rosimário estava recebendo conselhos para deixar o mundo do crime e não gostou, tendo reagido atirando no irmão.


Notas

Unicursos 2019

Publicidades

Unicursos em Mossoró MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário