21 SET 2019 | ATUALIZADO 13:00
POLÍCIA

Cosern desativa mais de 140 “gatos” de energia no município de Touros

Só este ano, a Operação Varredura, promovida pela Cosern, já fez 29 mil inspeções e identificou e desativou 3.469 ligações clandestinas em todo estado. O “gato” de energia é crime e a punição pode chegar a quatro anos de reclusão. De janeiro até agora, nove pessoas foram presas, em flagrante, cometendo a irregularidade.
23/08/2019 16:07
Atualizado
23/08/2019 16:08
A+   A-  
Imagem 1 -  O volume de energia recuperado pela concessionária seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Macaíba e Apodi juntos durante um mês.
O volume de energia recuperado pela concessionária seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Macaíba e Apodi juntos durante um mês.
FOTO: DIVULGAÇÃO/COSERN

A Cosern realizou, nesta quinta-feira (22), mais uma etapa da Operação Varredura. Dessa vez, técnicos da concessionária identificaram e desativaram 144 ligações clandestinas em duas frentes de ação, nas comunidades Esquina do Brasil e Frei Damião, no município de Touros.

As irregularidades foram identificadas após levantamento do núcleo de inteligência da força tarefa, que mapeia estabelecimentos comerciais e residências com comportamentos suspeitos no consumo de energia em todo o Estado, com o apoio da Polícia Militar.

Um dos casos flagrados pelas equipes que combatem o furto de energia, foi de um equipamento utilizado para bombeamento d’água. A empresa desativou o sistema e está apurando a responsabilidade pela instalação da bomba.

A concessionária promoverá a cobrança administrativa e os responsáveis pelas irregularidades estão sujeitos à aplicação das sanções penais.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro e a punição para esse tipo de fraude pode chegar a quatro anos de reclusão. De janeiro até agora, nove pessoas foram presas em flagrante em todo estado cometendo a irregularidade.

No primeiro semestre, a Cosern fez 29 mil inspeções e identificou e desativou 3.469 ligações clandestinas em todo estado.

Com essa ação, o volume de energia recuperado pela concessionária seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de Macaíba e Apodi juntos durante um mês (o equivalente a 116.667 residências).

Chamada ‘Varredura’, a operação identifica e desativa, desde janeiro de 2018, ligações clandestinas, conhecidas popularmente como “gato”. A força tarefa conta com um núcleo de inteligência para determinação dos locais de averiguação.


Notas

Unicursos 2019

Publicidades

Unicursos em Mossoró MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário