21 OUT 2019 | ATUALIZADO 15:53
MOSSORÓ

Fátima diz que vai acompanhar pessoalmente a questão do HRTM

Governadora ouviu da direção geral o que foi feito para o hospital está há 30 dias sem macas nos corredores e conheceu os entraves na estrutura física que não permitiu ainda a ampliação de 21 leitos na UTI
29/09/2019 15:28
Atualizado
29/09/2019 17:18
A+   A-  
Imagem 1 -  Herbenia Ferreira, deputada Isolda e o vereador Alex do Frango mostram o Hospital Regional Tarcísio Maia a governadora Fátima Bezerra, em detalhes, no final da manhã deste sábado
Herbenia Ferreira, deputada Isolda e o vereador Alex do Frango mostram o Hospital Regional Tarcísio Maia a governadora Fátima Bezerra, em detalhes, no final da manhã deste sábado
FOTO CEZAR ALVES

A governadora Fátima Bezerra realizou uma visita técnica ao Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, no final da manhã deste domingo (29), durante a agenda da instalação do Governo do Estado em Mossoró/RN.

A chefe do Executivo pôde constatar o 30° dia sem pacientes nos corredores do maior hospital da capital do Oeste Potiguar e discutir as medidas para abrir os 21 leitos da unidade de terapia intensiva (UTI) que estão fechados por falhas no projeto.

A diretora administrativa Herbênia Ferreira relatou durante a reunião as mudanças promovidas no hospital que proporcionaram a melhoria no atendimento para a população do Oeste Potiguar, com a  retirada das macas dos corredores.

"Constatamos que o hospital faz mensalmente mais de 5,6 mil atendimentos de urgência e emergência, que é realmente o perfil da unidade, e 11 mil de atendimentos que seriam para unidades básicas", explica Herbênia Ferreira a governadora.

"Por isso montamos a central de regulação de pacientes (Porta Regulada), proporcionando um novo fluxo no atendimento, e ampliamos a parceria com o Hospital Rafael Fernandes para receber pacientes estáveis", afirmou Herbênia.


Os pacientes do Vale do Açu já estabilizados também foram transferidos para o Hospital Regional de Assu, o mesmo com o Hospital Regional de Caraúbas e igualmente com o Hospital Regional de Apodi.

Herbênia Ferreira explicou a Fátima Bezerra que implantou o "Porta Regulada" e destacou o empenho dos servidores em especial dos médicos em buscar soluções para cada caso que chegou ao hospital.

A governadora elogiou o trabalho da equipe e ressaltou a dedicação dos servidores nesta nova etapa da gestão do Tarcísio Maia. "O trabalho dedicado que está sendo feito pelos servidores é o que a população merece, com um atendimento humanizado, de qualidade e alta eficiência. Todos sabemos que não é fácil, mas com espírito público é possível", conclui Fátima Bezerra.

Os vereadores Alex do Frango e Genilson Alves acompanharam a visita para colher informações sobre o Tarcísio Maia e levar à população de Mossoró. "Nós já sentimos o avanço do Tarcísio Maia no dia a dia junto à população e estamos aqui vendo o trabalho da gestão de perto. Ficamos muito felizes de ver a governadora comprometida com Mossoró", declarou Genilson.

Ainda durante a visita, a governadora reafirmou o compromisso da gestão em inaugurar os 21 leitos de UTI que estão em instalação no Hospital Tarcísio Maia, desde 2012 e até hoje este processo não foi concluído.

A obra encontra-se com uma série de entraves por erros em especificações técnicas no prédio, situação que perdura por anos e está sendo discutida na Justiça. Erros foram corrigidos e novamente se percebeu mais erros.

A abertura dos leitos é essencial para a saúde pública da região, pois ajudará a diminuir o déficit de UTIs e melhorar a prestação de serviços. Atualmente a Justiça obriga o Governo do Estado a contratar leitos de UTI em hospitais privados.

"Para tratar com dinheiro público é preciso ter muito cuidado, porque acima de tudo isso tem a ver com a vida do povo. Pude constatar essa situação aqui na UTI fechada no Tarcísio Maia. Vou acompanhar essa situação de perto e determinar que seja resolvida o mais rápido possível, para benefício da população", apontou Fátima Bezerra

 O secretário estadual de Saúde Pública, Cipriano Maia, já visitou a obra durante esta semana e acionou a Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN) para montar um diagnóstico da situação, pois os equipamentos da UTI seguem encaixotados e a população sem atendimento. 

A reunião contou ainda com a participação da deputada estadual Isolda Dantas, parte da equipe gestora do Hospital Tarcísio Maia - diretor médico Liginey Oliveira e diretora técnica Lana Lacerda -, e a gerente da II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), Emiliana Cavalcanti.

Após conversar com diretores, servidores e pacientes do HRTM, a governadora Fátima Bezerra conversou com exclusividade com o MOSSORO HOJE sobre a situação da unidade de saúde.


Fátima Bezerra agradeceu aos servidores pelo empenho que permitiu os avanços significativos no atendimento e prometeu empenho total para abrir os 21 leitos de UTI que estão em obras até o final do ano.

Notas

Santa Luza

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário