15 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:06
MOSSORÓ

Justiça determina cirurgia da bebê Evelyn em um prazo máximo de 5 dias

A decisão foi assinada na tarde desta segunda-feira (14.). No caso de o Município de Mossoró e o Governo do Estado não respeitarem a decisão judicial, terão recursos bloqueados.
CEZAR ALVES
15/10/2019 09:19
Atualizado
15/10/2019 13:16
A+   A-  
Imagem 1 -  Atendendo pedido do Ministério Público Estadual, a Justiça determinou que a Prefeitura de Mossoró e o Governo do Estado faça a cirurgia nos olhos da bebê Evelyn Ferreira num prazo máximo de 5 dias
Atendendo pedido do Ministério Público Estadual, a Justiça determinou que a Prefeitura de Mossoró e o Governo do Estado faça a cirurgia nos olhos da bebê Evelyn Ferreira num prazo máximo de 5 dias
FOTO: REPRODUÇÃO/SUPER TV

Finalmente a Vara da Família e da Juventude determinou que a Prefeitura de Mossoró e o Governo do Estado providenciassem a cirurgia nos olhos da bebê Evelyn Ferreira, de 6 meses, num prazo máximo de 5 dias. A decisão foi assinada na tarde desta segunda-feira, 14.

O pedido para que a Justiça determinasse que o município e o Estado patrocinassem a cirurgia da criança foi formulado pelo promotor de Justiça Wilkson Vieira, com atuação na Saúde.

O drama da menina Evelyn começou em setembro passado, quando ela sofreu derrame nos olhos.

O oftalmologista João Paulo foi quem fez o diagnóstico. Ele escreveu que a cirurgia de limpeza dos olhos da bebê deveria ser feita em, no máximo, 30 dias.

Como o SUS não cobre, a família entrou em desespero, por não ter os recursos necessários para fazer a cirurgia, que em média se gasta mais ou menos R$ 20 mil.

Veja mais

Bebê de 5 meses precisa de cirurgia no valor de R$ 20 mil para não ficar cega

Justiça pede mais documentos do caso Evelyn para só então decidir

Caso Evelyn: justiça pede posicionamento do Estado e da Prefeitura de Mossoró


Superada a burocracia, a decisão finalmente foi assinada na tarde desta segunda-feira na Vara da Família. No caso de o Município de Mossoró e o Governo do Estado não respeitarem a decisão judicial, terão recursos bloqueados.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário