15 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:06
ESTADO

Governadora pede ao senador Fabiano Cantarato para visitar o Nordeste

Senador Cantarato é o presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal e a governadora Fátima Bezerra, acompanhada com o senador Jean Paul Prates, pediu providências do Governo Federal para combater o óleo nas praias do Nordeste
21/10/2019 14:47
Atualizado
21/10/2019 14:59
A+   A-  
Imagem 1 -  Governadora Fátima Bezerra pediu ao senador Fabiano Cantarato, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, para que adote providências urgentes com relação a mancha de óleo no litoral do Nordeste
Governadora Fátima Bezerra pediu ao senador Fabiano Cantarato, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, para que adote providências urgentes com relação a mancha de óleo no litoral do Nordeste
Foto: Elisa Elsie

O Governo do RN está cobrando ao Governo Federal ações e apoio para a limpeza das praias no Estado atingidas pela mancha de óleo que, após 40 dias, ainda não tem causa identificada.

Junto com o senador Jean Paul Prates, Fátima Bezerra solicitou ao senador Fabiano Contarato, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, que ele venha aos estados do Nordeste verificar a gravidade do problema.

"É inadmissível que após 40 dias do surgimento das manchas o governo federal não tenha tomado medidas efetivas para resolver o problema. As manchas ameaçam e já prejudicam a flora e fauna marítima. Possivelmente possa até afetar a saúde da população. Além disso, a economia dos estados do Nordeste fica prejudicada por que afeta a vida marinha e estamos iniciando a alta temporada do turismo", afirmou Fátima Bezerra em reunião esta manhã, 21, na sede do Idema em Natal com o diretor presidente do instituto, Leon Aguiar, com o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, João Maria e com a Defesa Civil do Estado. 

Durante todo este final de semana, representantes dos órgãos do Governo do RN ligados ao meio ambiente estiveram reunidos para adotar medidas no âmbito estadual em articulação com as prefeituras. Foi elaborado o Plano de Resposta e Mitigação de Desastre e o Gabinete de Gestão Integrada - GGI, sob a coordenação da Defesa Civil Estadual. 

O Governo do RN também mantém contatos com as universidades, a Marinha e governo federal em busca de apoio para as medidas a serem tomadas. Fátima ressaltou o empenho dos órgãos estaduais e disse: "Melhor prevenir que remediar. Os Estados é que estão atuando. Riscos não estão descartados. O governo federal não toma iniciativa. Há omissão danosa, inclusive por que desmobilizou o Plano Nacional de Contingência".

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário