10 DEZ 2019 | ATUALIZADO 12:19
MOSSORÓ

"Não aguento mais", diz doméstica que aguarda histerectomia há 2 anos

Laila Cristina diz que sente fortes dores, tem sangramento diário (já está com anemia) e reclama que a Prefeitura gasta com o Mossoró Cidade Junina e não paga as cirurgias do SUS
05/11/2019 09:16
Atualizado
05/11/2019 09:25
A+   A-  
Imagem 1 -  Doméstica Laila Cristina denuncia que a Secretaria de Saúde de Mossoró não autoriza cirurgia de histerectomia que precisa há 2 anos
Doméstica Laila Cristina denuncia que a Secretaria de Saúde de Mossoró não autoriza cirurgia de histerectomia que precisa há 2 anos

A doméstica Laila Cristina chora ao revelar que está há dois anos aguardando que a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró autorize uma cirurgia eletiva de histerectomia.

“Não aguento mais”, diz dona de casa, acrescentando que tem horas que fica de joelhos para a dor passar. A doméstica é uma de centenas de mossoroenses que precisam de cirurgia eletiva.

As cirurgias eletivas estão suspensas, porque a Prefeitura de Mossoró não pagou os procedimentos realizados nos últimos 19 meses nos hospitais de Mossoró.

Laila disse que já fez os exames várias vezes e perdeu a validade. Falou que a cirurgia já é uma questão de urgência médica, pois sangra todos os dias e precisa ir a UPA tomar remédio.

A doméstica reclama também que as vezes vai na UPA pedir medicamentos para passar as dores e não tem. E muitas das vezes também encontra o hemograma quebrado.

Laila Cristina disse que já tentou fazer particular, mas não conseguiu os quase R$ 5 mil reais para pagar. Disse que tem a mãe doente e está sem poder trabalhar devido as dores.

Segue o depoimento da dona de casa a repórter Adriana Mendes.



Notas

Ambiental do Brasil

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário