20 SET 2020 | ATUALIZADO 20:00
ESTADO
26/03/2020 12:45
Atualizado
26/03/2020 12:46

Restaurantes populares passam a entregar quentinhas gratuitas no RN

A+   A-  
A deputada Isolda Dantas havia solicitado esta medida à Governadora Fátima Bezerra, junto à Secretaria do Estado do Trabalho da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), e teve seu pedido atendido. A ideia, segundo a Isolda, é garantir que as pessoas mais vulneráveis continuem se alimentando durante o período de quarentena causada pelo coronavírus.
Imagem 1 -
FOTO: MOSSORÓ HOJE

Os restaurantes populares do Estado do Rio Grande do Norte passaram a distribuir quentinhas, gratuitamente, como forma de garantir que as pessoas mais vulneráveis continuem se alimentando durante o período de quarentena causada pelo coronavírus.

A deputada Isolda Dantas havia solicitado esta medida à Governadora Fátima Bezerra, junto à Secretaria do Estado do Trabalho da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), e teve seu pedido atendido.

O Governo informou que os Restaurantes Populares vão suspender o almoço dentro de suas dependências. As unidades foram orientadas a iniciar o processo de montagem de embalagens das quentinhas 30 minutos antes da abertura para almoço.

A comunicação ao público e a conscientização acerca de hábitos de prevenção também devem ser feitas pelos profissionais de nutrição atuantes em cada restaurante.

Além disso, o cardápio teve adaptações. Deverão ser evitados alimentos perecíveis, assim como preparações com excesso de molho, queijo e outros produtos lácteos em sua composição.

Os Restaurantes Populares estão funcionando com horários estendidos desde a quarta-feira (18) da seguinte forma: as unidades de Café Cidadão funcionarão das 6h às 8h30; as unidades de Restaurante Popular das 10h às 14h; e as unidades de Sopa Cidadã das 16h30 às 19h.

Fica limitada a venda de no máximo duas refeições por usuário. Para evitar aglomeração nas filas, medidas necessárias serão tomadas para garantir que cada usuário mantenha, no mínimo, um metro de distância uns dos outros. E a entrada de usuários/as nas unidades também deverá ser controlada. 

“Desde que iniciamos aqui no RN a batalha contra o Covid-19, nosso mandato tem procurado propor, dialogar, articular diversas ações e medidas para superar a pandemia porque, para nós, vale muito defender a vida de todas as pessoas. O fornecimento de alimento para a população mais vulnerável é fundamental e estamos felizes que o governo esteja fazendo isso”, afirmou a deputada em suas redes sociais.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário