06 JUN 2020 | ATUALIZADO 20:37
ESTADO
03/04/2020 16:11
Atualizado
03/04/2020 16:11

Governo do RN destina R$ 3,6 milhões para assistência social em municípios

A+   A-  
De acordo com a titular Sethas, Iris Oliveira, o Estado já enviou 28 ordens bancárias para liberação dos recursos do cofinanciamento que vai reforçar a rede de assistência social nos 167 municípios do RN. O objetivo é garantir o sustento mínimo e a proteção de pessoas em situação de vulnerabilidade social; confira os primeiros municípios contemplados com a primeira parcela.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O Governo do Estado informou que enviou as primeiras 28 ordens bancárias para liberação dos recursos do cofinanciamento que vai reforçar a rede de assistência social nos 167 municípios do Rio Grande do Norte.

Os recursos estarão na conta dos Fundos Municipais de Assistência Social nesta sexta-feira (03). As ordens bancárias foram enviadas ainda nesta quinta-feira (02).

Por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), o Governo está destinando R$ 3,6 milhões aos 167 municípios do Rio Grande do Norte para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A Sethas, responsável pela gestão estadual do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), vai executar o cofinanciamento de benefícios eventuais para que os municípios possam atender as condições básicas de sobrevivência da população vulnerável do Estado, em especial a alimentação.

“Neste momento em que os mais pobres de nossa sociedade sofrem com os efeitos das medidas necessárias ao enfrentamento dessa pandemia da COVID 19, o Governo do RN, através da Sethas, tem atuado em várias frentes. Uma delas é o apoio financeiro aos municípios através do cofinanciamento de benefícios eventuais”, explicou a titular da Sethas, Iris Oliveira.

O cofinanciamento, complementou a secretária da Sethas, é um benefício do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) que permite aos municípios reforçarem as medidas de socorro imediato a grupos populacionais que se encontram em situação de vulnerabilidade, como é o caso de insegurança alimentar, pessoas em situação de rua, além das dificuldades que atingem migrantes e refugiados, dentre outros grupos populacionais.

OBJETIVO DO COFINANCIAMENTO

Garantir o sustento mínimo e a proteção de pessoas em situação de vulnerabilidade social, principalmente aquelas que se encontram em situação de rua, refugiados e migrantes, comunidades rurais, comunidades de povos tradicionais, trabalhadores e trabalhadoras informais, acampados urbanos, diaristas e todos os que neste momento estão sem conseguir suprir o seu sustento.

Lista dos 28 municípios que vão receber a primeira parcela do cofinanciamento:

- Nísia Floresta

- São Paulo do Potengi

- Santa Cruz

- Brejinho

- Canguaretama

- Florânia

- Ipanguaçu

- Lucrécia

- Macau

- Major Sales

- Natal

- São José de Mipibu

- Santana do Matos

- São Bento do Norte

- São Vicente

- Caraúbas

- Currais Novos

- Angicos

- Apodi

- Baraúna

- Bodó

- Guamaré

- Mossoró

- Pau dos Ferros

- São Gonçalo do Amarante

- Touros

- Baía Formosa


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário