30 SET 2020 | ATUALIZADO 12:39
ESTADO
01/06/2020 16:03
Atualizado
01/06/2020 16:05

Suspensão das aulas nas redes pública e privada do RN segue até o dia 6 de julho

A+   A-  
O novo decreto afirma que o Conselho de Educação poderá decidir pela antecipação do recesso escolar, mas também aponta as datas de início e fim do recesso na rede pública estadual, que será 24 de junho a 6 de julho.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O governo do Rio Grande do Norte prorrogou a suspensão das aulas presenciais nas redes pública e privada de ensino até o dia 6 de julho, por causa das medidas de prevenção ao novo coronavírus, causador da Covid-19. O último decreto sobre o assunto valia até ontem (31).

O novo decreto assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT) e publicado no Diário Oficial do Estado do sábado (30) afirma que o Conselho de Educação poderá decidir pela antecipação do recesso escolar, mas também aponta as datas de início e fim do recesso na rede pública estadual.

"No âmbito da rede pública estadual de ensino, o recesso escolar compreenderá o período de 24 de junho a 6 de julho", definiu.

A suspensão de aulas presenciais é válida para todas as instituições de ensino infantil, fundamental, médio, superior, técnico e profissionalizante.

As aulas estão suspensas no estado desde o dia 18 de março. Inicialmente, a suspensão era válida por 15 dias, mas foi prorrogada, pelo menos outras duas vezes.

A nova prorrogação da suspensão das aulas foi anunciada ainda na noite desta sexta-feira (29), por Fátima Bezerra, através das redes sociais.

De acordo com o novo decreto, a prorrogação ocorre devido ao "aumento exponencial dos casos da Covid-19 no Brasil e no Estado do Rio Grande do Norte" e à "necessidade de intensificação do cumprimento das medidas de enfrentamento" à doença.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário