09 JUL 2020 | ATUALIZADO 15:05
MOSSORÓ
DA REDAÇÃO
03/06/2020 16:01
Atualizado
03/06/2020 16:05

Empresa que administra o Aeroporto de Mossoró informa paralisação dos serviços

A+   A-  
Por meio de notificação a Infracea Aeroporto informou que está suspendendo imediatamente a prestação dos serviços devido a inadimplência contratual do Governo Estadual. A paralisação das atividades poderá fazer com que o Aeroporto de Mossoró perca a Certificação Operacional, autorizando-o a receber voos regulares.
Imagem 1 -
FOTO: CEZAR ALVES

Nesta quarta-feira (3) Infracea Aeroportos, que administra o Aeroporto de Mossoró Dix-sept Rosado, informou que está suspendendo imediatamente as atividades no terminal.

Por meio de notificação, a empresa disse que o motivo é a inadimplência contratual do Governo Estadual, através do Departamento de Estradas e Rodagem do Rio Grande do Norte (DER-RN), detentor da outorga do aeroporto.

Ainda segundo a Infracea, o DER-RN está com 3 meses de atraso e não fornece informações precisas de quitação das parcelas. A paralisação deve acontecer já na próxima segunda-feira (8).

“Informo a VSA que a INFRACEA AEROPORTOS paralisará imediatamente a prestação dos serviços de Administração, Operação e Manutenção do Aeroporto sob outorga desse Órgão público, por justo e contratual motivo. Afinal, seguimos cumprindo com nossos compromissos com fornecedores e colaboradores” disse por meio de nota.

A paralisação das atividades poderá fazer com que o Aeroporto de Mossoró perca a Certificação Operacional, autorizando-o a receber voos regulares. Caso isto ocorra, todo o processo terá que ser iniciado do zero. Também causará a perda das demais homologações e registros mandatórios.

O terminal estava inoperante para voos comerciais devido a pandemia no novo coronavírus. Contudo, tem recebido transporte aeromédico, transporte de valores, Órgãos de Segurança Pública e outros.

“Tais voos serão suspensos e o aeródromo será fechado, em contrassenso aos investimentos já realizados pelos Governos Federal, Estadual e Municipal, da ordem de milhões de reais” disse a Infracea.

Ainda de acordo com a empresa, havia previsão de restabelecimento dos voos comerciais, por meio da companhia Azul Linhas Aéreas, até o mês de agosto, coisa que não será possível caso os serviços da Infracea sejam encerrados.

A empresa informou que a decisão poderá ser reavaliada caso o Governo regularize os pagamento. O Estado ainda não se manifestou sobre o assunto.

AEROPORTO DE MOSSORÓ

O Aeroporto de Mossoró voltou a receber voos comerciais no dia 13 de junho de 2018, após anos desativados para este tipo de atividade.

Na data, uma comitiva de políticos potiguares e demais tripulantes desembarcaram no aeroporto através da nova linha da Azul Linhas Aéreas, ligando Mossoró a Recife, em Pernambuco.

Dezenas de pessoas lotaram a parte interna e externa do terminal para acompanhar o "momento histórico", como classificou na época o então governador Robinson Faria.

Veja mais:

Aeroporto de Mossoró volta a receber voos comerciais; "Sonho realizado", diz Robinson Faria



Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário