12 AGO 2020 | ATUALIZADO 22:24
MOSSORÓ
28/07/2020 11:24
Atualizado
28/07/2020 11:25

Igrejas da Diocese de Mossoró só vão reabrir a partir de 10 de agosto

A+   A-  
Por meio de decreto assinado pelo arcebispo de Natal e pelos bispos de Mossoró e Caicó, ficou definido que cada uma das dioceses do Estado é autônoma para definir as datas da reabertura de suas igrejas; veja o calendário da Diocese de Mossoró
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

As Dioceses do Rio Grande do Norte publicaram um decreto sobre a reabertura dos templos da Igreja Católica no Estado.

Assinado pelo arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha; pelo bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, e pelo bispo da Diocese de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz, o decreto traz uma série de orientações para os padres e fiéis, acerca da volta às celebrações presenciais.

De acordo com o documento, cada uma das dioceses do Estado é autônoma para definir as datas da reabertura.

Na Diocese de Mossoró, o calendário será o seguinte:

10 de agosto - abertura das igrejas somente para oração pessoal;

15 de agosto - reinício das celebrações das Missas nas Igrejas Matrizes, igrejas dos municípios que não são sede de Paróquias e capelas de Institutos Religiosos;

19 de setembro - início das atividades celebrativas nas capelas que compõem a Paróquia.

As celebrações deverão contar com número reduzido de fiéis, conforme o decreto assinado pelos bispos.

O documento também estabelece que quando acontecer a reabertura das atividades sacramentais, as igrejas deverão ser desinfectadas devidamente e deverão disponibilizar álcool gel para que os fiéis possam fazer a higienização das mãos.

Também estabelece a possibilidade de disponibilização de aparelhos de aferição de temperatura.

Na porta de entrada, deve ser afixada a indicação do tamanho da Igreja em m² e a quantidade máxima de pessoas que podem estar presentes para as celebrações.

É necessário que, na porta de entrada dos templos, tenham tapetes para a desinfecção dos calçados dos participantes das celebrações e é obrigatório o uso de máscaras para todos.

Veja outra retas no decreto e no Plano de Reabertura das Igrejas, AQUI.



Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário