26 OUT 2020 | ATUALIZADO 23:16
MOSSORÓ
ANNA PAULA BRITO, COM INFORMAÇÕES DE CEZAR ALVES
01/10/2020 18:22
Atualizado
01/10/2020 18:22

Começa desmobilização de leitos Covid-19 no Hospital São Luiz em Mossoró

A+   A-  
A princípio, serão desinstalados 10 leitos de UTI, dos 40 que foram abertos no início da pandemia da Covid-19; A decisão de iniciar a desmobilização foi tomada em conjunto entre o MPRN, o Governo do Estado e a Prefeitura de Mossoró e leva em conta que os leitos estão ociosos e existe um custo alto de manutenção.
Imagem 1 -
FOTO: CEZAR ALVES

Começou nesta quinta-feira (1º) o processo de desmobilização do Hospital de Campanha São Luiz, em Mossoró. A princípio, serão desinstalados 10 leitos de UTI, dos 40 que foram abertos no início da pandemia da Covid-19.

A previsão é que até dezembro de 2020 todos os leitos sejam fechados e caso ainda haja pacientes com a doença internados em UTIs no local, estes serão transferidos para o Hospital Rafael Fernandes ou para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Se forem pacientes de enfermaria, a transferência será feita para uma Unidade de Pronto Atendimento do município.

A unidade é mantida pela Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e Infância de Mossoró (APAMIM), em parceria com o Governo do Rio Grande do Norte e a Prefeitura de Mossoró.

Desde sua abertura, no mês de maio, pelo menos 700 pacientes, de várias cidades do estado, vítimas da Covid-19, foram atendidos do HCSL.

Ao todo, a unidade conta com 40 leitos de UTI covid, sendo que apenas 12 estão ocupados, e 25 de enfermaria, com ocupação de apenas 9.

A decisão de iniciar a desmobilização foi tomada em conjunto entre o Ministério Público Estadual, o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal e leva em conta que os leitos estão ociosos e existe um custo alto de manutenção.

Apesar da decisão, todos estão cientes de que a pandemia não acabou e que é preciso começar a organizar a estrutura de saúde do estado e do município para absorver esses pacientes quando o hospital encerrar as atividades por completo.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário