30 NOV 2020 | ATUALIZADO 07:33
MOSSORÓ
ANNA PAULA BRITO, COM INFORMAÇÕES DE CEZAR ALVES
26/10/2020 08:39
Atualizado
26/10/2020 08:43

Asfalto cede e caminhão fica preso em cratera, na rotatória da UERN

A+   A-  
O comerciante Irineu Neto Macedo, morador do Vingt Rosado, saiu de casa às 4h desta segunda-feira (26), com destino a Cobal, onde venderia melancias. No momento em que passava pela rotatória da BR-110, já no acesso à Leste Oeste, o asfalto cedeu e o veículo tombou, ficando praticamente deitado na pista.
Imagem 1 -
FOTO: CEDIDA

Um caminhão ficou preso em um cratera que se abriu na chamada Rotatória da UERN, no cruzamento da BR-110 com a Av. Jerônimo Dix-neuf Rosado (Av. Leste Oeste), em Mossoró. O caso aconteceu no início da manhã desta segunda-feira (26).

O comerciante Irineu Neto Macedo, morador do Vingt Rosado, saiu de casa às 4h. Em seu caminhão ele transportava melancias, que seriam comercializadas na Cobal.

No momento em que passava pela rotatória, já no acesso à Leste Oeste, o asfalto cedeu e o veículo tombou, ficando praticamente deitado na pista. Uns dos pneus traseiros ficou preso dentro do buraco.

Apesar do susto, o comerciante não ficou ferido, mas o caminhão ficou danificado com o acidente.

A rotatória recebe um grande fluxo de veículos todos os dias, desde os veículos de passeio a caminhões de transporte de mercadorias.

Por ser tratar do cruzamento entre uma rodovia federal e uma via estadual, a responsabilidade sobre o problema é do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

A reportagem do MOSSORÓ HOJE tentou contato com os dois órgãos para saber o que teria ocasionado o problema e como ele será resolvido, mas até o momento da publicação desta matéria, não havia obtido resposta.

Até que a via seja totalmente reestabelecida e a cratera fechada, fica o alerta para quem passar pelo local, principalmente os motociclistas, para que tenham cuidado, reduzam a velocidade, evitando, assim, um acidente de maior gravidade.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário