22 SET 2021 | ATUALIZADO 18:14
ECONOMIA
02/11/2020 16:43
Atualizado
02/11/2020 16:43

Mossoró vai receber o Fórum de Desenvolvimento do Semiárido 2020 no início de dezembro

A+   A-  
A cidade de Mossoró vai reunir, entre os dias 3 e 5 de dezembro, especialistas e empresas para compartilhar ideias e planos que possam gerar desenvolvimento para a região.
Imagem 1 -  A cidade de Mossoró vai reunir, entre os dias 3 e 5 de dezembro, especialistas e empresas para compartilhar ideias e planos que possam gerar desenvolvimento para a região.
A cidade de Mossoró vai reunir, entre os dias 3 e 5 de dezembro, especialistas e empresas para compartilhar ideias e planos que possam gerar desenvolvimento para a região.

A cidade de Mossoró vai reunir, entre os dias 3 e 5 de dezembro, especialistas e empresas para compartilhar ideias e planos que possam gerar desenvolvimento para a região. O Fórum de Desenvolvimento do Semiárido tem como objetivo acelerar a economia e os aspectos sociais de todo o semiárido do Brasil, que é uma das localidades que ainda enfrenta problemas de alta densidade em climas desfavoráveis O uso de novas tecnologias, segundo os envolvidos no evento, será um dos temas mais importantes em pauta.

O projeto para a realização das palestras e reuniões foi organizado e realizado em uma parceria da Codevasf com o Instituto Sagres. As duas organizações foram convidadas pela Frente Parlamentar Mista em Prol do Semiárido justamente para trazer um debate de alto nível para a região. O objetivo dos organizadores é terminar o evento com a construção do Plano de Desenvolvimento do Semiárido. Ou seja, os debates serão importantes para entender os próximos anos de toda a região. 

Foram escolhidos diversos eixos temáticos para o evento em Mossoró, entretanto alguns temas devem ganhar mais atenção que outros. Por exemplo, a discussão sobre o impacto das novas tecnologias e a inovação no setor econômico do Rio Grande do Norte é algo importante para os organizadores. O Brasil está passando por um desenvolvimento tecnológico acelerado, e o semiárido pode muito bem investir no setor para dinamizar a economia local. 


Novos mercados de trabalho

As novas tecnologias estão criando diferentes oportunidades de emprego no Brasil, justamente por conseguir atingir várias áreas. Os bancos digitais, como o NuBank e o Banco Original, transformam o setor bancário de forma definitiva, e com a necessidade de cada vez mais programadores que trabalham na proteção dos usuários. No entretenimento digital, a segurança também é uma preocupação dos jogos digitais. Na lista de melhores sites de apostas da Casinos.pt, as plataformas indicadas possuem como regra um padrão elevado de segurança em todos os jogos online disponíveis, além de também existir uma série de parâmetros que avaliam antes de listarem os operadores. O mesmo acontece em jogos para smartphone, como explica o Canaltech, que precisam de um alto nível de segurança para serem disponibilizados nas lojas virtuais. 

No Rio Grande do Norte, o impacto das novas tecnologias é sentida principalmente no comércio virtual, que ganhou espaço pela facilidade em realizar as compras via internet e sem a necessidade de deslocamento. Os primeiros meses de 2020, por exemplo, registraram um crescimento de 416% nas vendas por e-commerce. Essa tendência de aumento deve permanecer até o final do ano, principalmente em toda região nordeste do Brasil. 

Outro exemplo aconteceu recentemente em uma parceria com diferentes instituições, inclusive com a participação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Em julho, foi inaugurada a loja virtual da Feira Potiguar de Economia Solidária (FeirArte), que irá vender online todos os produtos que são encontrados nessa tradicional feira. A ideia foi incentivar economicamente os diferentes grupos que trabalham como artesãos. 

O turismo também é outra área que merece atenção, e que também pode crescer ainda mais com uso de algumas ferramentas online. Em campanha lançada no início de outubro, o Governo do Rio Grande do Norte anunciou algumas medidas para incentivar o turismo e, entre elas, está o uso das redes sociais para a divulgação de localidades e pontos históricos de todo o estado norte-riograndense. 


Espaço para startups

Com o aumento de novos postos no mercado de trabalho, a economia digital acaba por se consolidar em diferentes espaços. Isso acontece, por exemplo, no Jerimum Valley, que é uma comunidade que reúne diferentes empreendimentos voltados para tecnologia. O local foi criado em 2012 e, atualmente, é uma referência para o Rio Grande do Norte. A ideia foi inspirada na comunidade norte-americana Silicon Valley, que é a casa de empresas como a Google e a Amazon. 

Entretanto, se engana quem pensa que existe apenas uma comunidade desse estilo. O surgimento de diversas startups potiguaras, como a Drinkapp e a EasyDiet, abriu espaço para cada vez mais investimento em novas empresas de tecnologias. Assim, outras comunidades, como a Salt Valley, aqui mesmo em Mossoró, e a Potiguaras Valley, que reúne startups de Currais Novos, se consolidaram na região. 

O Fórum de Desenvolvimento do Semiárido é um evento essencial para Mossoró, e que vai reunir diversos profissionais que podem ajudar o Rio Grande do Norte a crescer. O semiárido enfrenta muitas adversidades, mas as novas tecnologias podem ser uma solução prática e menos custosa para o estado. Discutir isso e criar um plano organizado, são os primeiros passos para dinamizar a economia local e fazer toda a região acompanhar o desenvolvimento tecnológico que acontece no Brasil. 


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário