23 JAN 2021 | ATUALIZADO 22:03
ESTADO
28/11/2020 15:10
Atualizado
29/11/2020 07:08

Bombeiro dá dicas importantes para evitar afogamentos de crianças

A+   A-  
Em contato com o MOSSORÓ HOJE, os bombeiros Joilton, Sharlon e Rocha deram dicas importantes, mostraram boias perigosas (FOTO) e coletes adequados para banheiros em piscinas, balneários e no litoral, além de chamar até para evitar bebidas alcoólicas antes de mergulhos (CONFIRA VÍDEO EXCLUSIVO)
Imagem 1 -  Em contato com o MOSSORÓ HOJE, os bombeiros Joilton, Sharlon e Rocha deram dicas importantes, mostraram boias perigosas (FOTO) e coletes adequados para banheiros em piscinas, balneários e no litoral, além de chamar até para evitar bebidas alcoólicas antes de mergulhos (CONFIRA VÍDEO EXCLUSIVO)
Em contato com o MOSSORÓ HOJE, os bombeiros Joilton, Sharlon e Rocha deram dicas importantes, mostraram boias perigosas (FOTO) e coletes adequados para banheiros em piscinas, balneários e no litoral, além de chamar até para evitar bebidas alcoólicas antes de mergulhos (CONFIRA VÍDEO EXCLUSIVO)

Os bombeiros Sharlon e Rocha mostram as boias perigosas e os coletes adequados para as crianças e também adultos neste período (fim de ano e férias escolares) de corrida ao litoral e balneários no Oeste do Rio Grande do Norte.

O capitão BM Joilton, que também é médico socorrista do SAMU de Mossoró, lembra que as ocorrências de afogamento com óbito de crianças, em 59% dos casos, ocorrem neste período do ano. Ele pede atenção redobrada dos pais.

Joilton acrescenta que ficar atento a normas simples pode evitar também  afogamentos em cisternas, piscinas e até baldes, como aconteceu há pouco tempo na cidade de Apodi. As medidas observadas pelos bombeiros pode parecer simples, mas são importantes para salvar vidas.

Com relação a atenção que o cidadão pai de família precisa ter para não transformar o lazer em tragédia, o sargento Sharlon destaca evitar entrar na água após ingerir bebida alcoólica. Pede cuidado também para evitar banhos após refeições.


Sharlon acrescenta outra dica: “sempre que for a um balneário, procurar saber dos nativos ou dos bombeiros informações sobre o local do banho”, acrescenta. Além deste cuidado, não não tirar a atenção da criança em nenhum momento.

O principal alerta do Corpo de Bombeiros foi feito pelo sargento Rocha. Ele destaca que as boias de ar (citando diretamente aquela que se coloca nos braços das crianças), como as mais perigosas. Não devem ser usadas em hipótese nenhuma.

O Bombeiro também condena a boia circular. “Ela pode facilmente sair e a criança se afogar”, destaca em vídeo gravado com exclusividade para o Portal MOSSORÓ HOJE, neste sábado. As dicas também são válidas para adultos que não sabem nadar.

Rocha destacou que os pais devem comprar coletes para seus filhos observando a recomendação do fabricante quanto ao peso da criança. Segundo os bombeiros, são dicas aparentemente simples, porém que salvam vidas.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário