27 FEV 2021 | ATUALIZADO 21:06
POLÍTICA
COM INFORMAÇÕES DO BLOG DO CARLOS SANTOS
30/12/2020 15:01
Atualizado
31/12/2020 00:11

Com 11 votos a favor, salário dos vereadores de Mossoró vai a R$ 15.190 a partir de 2022

A+   A-  
A votação aconteceu ao meio dia desta quarta-feira (30); O atual valor em vigor foi aprovado em junho de 2016, sendo aplicado por toda essa legislatura (2017-2020). À época ocorreu uma pesada pressão em redes sociais, imprensa e galerias da Casa, contrária ao reajuste, que chegou a 32%; Veja quem votou contra e quem votou a favor do novo reajuste.
Imagem 1 -  Com 11 votos a favor, salário dos vereadores de Mossoró vai a R$ 15.190 a partir de 2022. A votação aconteceu ao meio dia desta quarta-feira (30); O atual valor em vigor foi aprovado em junho de 2016, sendo aplicado por toda essa legislatura (2017-2020). À época ocorreu uma pesada pressão em redes sociais, imprensa e galerias da Casa, contrária ao reajuste, que chegou a 32%; Veja quem votou contra e quem votou a favor do novo reajuste.
Com 11 votos a favor, salário dos vereadores de Mossoró vai a R$ 15.190 a partir de 2022. A votação aconteceu ao meio dia desta quarta-feira (30); O atual valor em vigor foi aprovado em junho de 2016, sendo aplicado por toda essa legislatura (2017-2020). À época ocorreu uma pesada pressão em redes sociais, imprensa e galerias da Casa, contrária ao reajuste, que chegou a 32%; Veja quem votou contra e quem votou a favor do novo reajuste.
FOTO: REPRODUÇÃO/CMM

Os vereadores de Mossoró aumentaram seus salários em sessão extraordinária nesta quarta-feira (30). Os valores passam de R$ 12.600 (bruto) para R$ 15.190 (bruto) a partir de 2022.

A sessão extraordinária,que aconteceu ao meio-dia de hoje, foi presidida pelo vereador Alex do Frango (PV), que não se reelegeu. Portanto, não será beneficiado pela decisão do plenário.

Os vereadores (novos e reeleitos) que vão assumir a nova legislatura a partir de janeiro de 2022 é que serão beneficiados.

O atual valor em vigor foi aprovado em junho de 2016, sendo aplicado por toda essa legislatura (2017-2020). À época ocorreu uma pesada pressão em redes sociais, imprensa e galerias da Casa, contrária ao reajuste, que chegou a 32%.

Se não houvesse aprovação agora, da ordem de 25%, os valores iriam ficar congelados por mais quatro anos, só havendo amparo legal para mudança em 2024. Mesmo assim, só entraria em vigor em janeiro de 2025.

Veja quem votou a favor:

Alex do Frango

Alex Moacir

Didi de Arnor

Genilson Alves

João Gentil

Manoel Bezerra

Maria das Malhas

Raério Araújo

Ricardo de Dodoca

Tony Cabelos

Zé Peixeiro


Veja quem votou contra:

Aline Couto

Emílio Ferreira

Flávio Tácito

Gilberto Diógenes

Izabel Montenegro

Ozaniel Mesquita

Petras Vinicius

Francisco Carlos

Rondinele Carlos

Sandra Rosado


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário