04 AGO 2020 | ATUALIZADO 18:43
MOSSORÓ
Da redação
06/10/2015 08:43
Atualizado
12/12/2018 08:57

Após 4 meses, servidores da Ufersa suspendem paralisação

A+   A-  
Greve dos servidores foi deflagrada no dia 28 de maio, juntamente com a dos professores da instituição
Imagem 1 -  Após 4 meses, servidores da Ufersa suspendem paralisação
Josemário Alves

Em assembleia realizada nesta terça-feira (06), os técnicos administrativos da Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa), em maioria, decidiram suspender a greve que já durava quatro meses e oito dias. As atividades dos servidores serão reiniciadas na quinta-feira (08).

Segundo o coordenador de Administração e Marketing do Sindicato, Giorgio Mendes, sobre a negociação, "satisfatório não foi, mas a maioria decidiu pela suspensão do movimento".

Giorgio explica que, segundo o acordo feito pelo Governo, eles receberão o reajuste de 5,5% para agosto de 2016 e 5% para janeiro de 2017. Mas, segundo ele, quando for reajustado, por conta do valor da inflação, o "5,5% deve ficar entre 3 e 2%".

No entanto, ele explica que, com a paralisação, foi possível chegar a alguns avanços, como os turnos contínuos e vagas de 15% para a categoria na pós-graduação.

Além disso, "pra janeiro de 2016 alguns beneficios como, auxílio-creche, auxílio saúde e alimentação tiveram pequenos reajustes", conta Giorgio.

O termo de acordo entre o Governo e o Sindicato será assinado ainda nesta quinta-feira (08).

Os técnicos administrativos da Ufersa entraram em greve no dia 28 de maio, juntamente com os professores da universidade.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário