13 ABR 2021 | ATUALIZADO 18:12
ESTADO
04/03/2021 15:02
Atualizado
04/03/2021 15:05

Participação feminina nas polícias do Rio Grande do Norte é a menor do Brasil

A+   A-  
Esse é um dos dados das “Estatísticas de Gênero: indicadores sociais sobre as mulheres no Brasil”, estudo divulgado hoje (04) pelo IBGE. Quando se analisa apenas a Polícia Militar, a participação das mulheres é ainda menor: somente 2,4% do efetivo é feminino. São 183 mulheres em um total de 7.682 militares. Esses números também deixam o estado potiguar como o último na participação feminina nas Polícias Militares.
Imagem 1 -
FOTO: DIVULGAÇÃO/SESED

Nesta quinta-feira (4), semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o estudo “Estatísticas de Gênero: indicadores sociais sobre as mulheres no Brasil”.

Entre os indicadores analisados está o percentual de mulheres que compõem as forças de segurança do Rio Grande do Norte.

De acordo com o estudo, com a composição feminina de 5,3%, as polícias do estado possuem a menor proporção de mulheres de todo o Brasil.

A posição não é novidade. Em 2014, as mulheres representavam 5,1% do total de servidores das Polícias Militar e Civil. Em números absolutos, havia 549 mulheres de um total de 10.855 policiais ativos em 2014. Em dezembro de 2018, eram 483 mulheres de um efetivo de 9.063.

Quando se analisa apenas a Polícia Militar, a participação das mulheres é ainda menor: somente 2,4% do efetivo é feminino. São 183 mulheres em um total de 7.682 militares. Esses números também deixam o estado potiguar como o último na participação feminina nas Polícias Militares.

Em novembro de 2020, o estado efetivou 1.022 novos policiais militares, deste total, apenas 65 eram mulheres.

Já na segunda turma, que está em formação no momento, o efetivo de mulheres é maior. Dos 299 integrantes, são 201 mulheres e 98 homens.


Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário