26 SET 2021 | ATUALIZADO 13:50
MOSSORÓ
27/08/2021 12:53
Atualizado
27/08/2021 14:58

Casal rifa celular para comprar cadeira para o filho com paralisia cerebral

A+   A-  
Murilo foi diagnosticado com paralisia cerebral e crises convulsivas. Ele não possui coordenação motora, não tem controle do tronco, não sustenta o pescoço e se alimenta através de sonda de gastrostomia, uma sonda que fica em sua barriga. O casal, que mora no bairro Planalto Treze de Maio, e tem ainda uma filha de apenas 2 meses, conta que não tem condições de adquirir o equipamento que Murilo precisa.
Imagem 1 -  Casal rifa celular para comprar cadeira para o filho com paralisia cerebral. Murilo foi diagnosticado com paralisia cerebral e crises convulsivas. Ele não possui coordenação motora, não tem controle do tronco, não sustenta o pescoço e se alimenta através de sonda de gastrostomia, uma sonda que fica em sua barriga.  O casal, que mora no bairro Planalto Treze de Maio, e tem ainda uma filha de apenas 2 meses, conta que não tem condições de adquirir o equipamento que Murilo precisa.
Casal rifa celular para comprar cadeira para o filho com paralisia cerebral. Murilo foi diagnosticado com paralisia cerebral e crises convulsivas. Ele não possui coordenação motora, não tem controle do tronco, não sustenta o pescoço e se alimenta através de sonda de gastrostomia, uma sonda que fica em sua barriga. O casal, que mora no bairro Planalto Treze de Maio, e tem ainda uma filha de apenas 2 meses, conta que não tem condições de adquirir o equipamento que Murilo precisa.

Na tentativa de oferecer uma melhor qualidade de vida para o filho, Murilo Bezerra Figueiredo, de 1 ano e 6 meses, os pais Elson Feitosa e Fernanda bezerra, estão rifando um celular com objetivo de arrecadar fundos para comprar um carrinho adaptável especial para o filho.

Murilo foi diagnosticado com paralisia cerebral e crises convulsivas. Ele não possui coordenação motora, não tem controle do tronco, não sustenta o pescoço e se alimenta através de sonda de gastrostomia, uma sonda que fica em sua barriga.

O casal, que mora no bairro Planalto Treze de Maio, e tem ainda uma filha de apenas 2 meses, conta que não tem condições de adquirir o equipamento que Murilo precisa. Elson trabalha como professor de dança e ritbox e a sua esposa Fernanda, trabalhava mas está de licença por que precisa cuidar dos filhos.

“Eu trabalho autônomo, minha esposa está recebendo a licença, trabalhava de carteira, mas não tem como trabalhar porque precisa cuidar dele, por isso estamos pedindo ajuda de quem puder nos ajudar para comprar esse carinho pra ele” relata.

O pai conta ainda que atualmente todo o deslocamento do filho é feito através do carrinho de bebe convencional, que não suporta mais sustentar o peso e o tamanho dele, e à medida que Murilo cresce, ele vai se tornando pequeno. O carrinho adaptável, de acordo com Elson, vai ajudar bastante na locomoção, para que ele possa se alimentar e ter um melhor equilíbrio corporal.

“Murilo já ultrapassou o tamanho e peso que o carrinho convencional suporta, por ele ser molinho, ainda não sustentar seu corpo, precisa desse carrinho para segurar a postura dele. E será como o lazer dele, já que passa boa parte do dia na cama, tomando leite, seu divertimento é quando sai no carrinho para dar uma volta” disse o pai.

Quem quiser ajudar basta entrar em contato com os pais através do número (84) 9 9937- 2690 para comparar a rifa que vai sortear um celular no dia 15 de dezembro, ou pode ajudar fazendo um Pix 01726618463. Para conhecer mais sobre a história de Murilo pode acessar o instagram da sua mãe no endereço @Fernanda_murilo


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário