19 OUT 2021 | ATUALIZADO 18:25
ECONOMIA
13/09/2021 23:00
Atualizado
13/09/2021 23:05

Senador Jean articula instalação de nova fábrica do setor éolico no RN

A+   A-  
Empresa vai investir R$ 32 milhões e gerar 450 empregos diretos em Lajes, que fica na região Central do Rio Grande do Norte, com o objetivo de fabricar torres de concreto armado para instalação de usinas eólicas na região; O senador acredita que com a Nordex/Acciona se instalando no RN vai fomentar ainda mais a vinda de outros investimentos neste setor
Imagem 1 -  Empresa vai investir R$ 32 milhões e gerar 450 empregos diretos em Lajes, que fica na região Central do Rio Grande do Norte, com o objetivo de fabricar torres de concreto armado para instalação de usinas eólicas na região; O senador acredita que com a Nordex/Acciona se instalando no RN vai fomentar ainda mais a vinda de outros investimentos neste setor
Empresa vai investir R$ 32 milhões e gerar 450 empregos diretos em Lajes, que fica na região Central do Rio Grande do Norte, com o objetivo de fabricar torres de concreto armado para instalação de usinas eólicas na região; O senador acredita que com a Nordex/Acciona se instalando no RN vai fomentar ainda mais a vinda de outros investimentos neste setor

A empresa Nordex/Acciona vai abrir uma nova fábrica de concreto em Lajes, na região Central potiguar. A articulação, feita pelo Senador Jean Paul Prates em encontro com os representantes da empresa, nesta segunda-feira (13), vai fomentar a criação de mais de 450 empregos diretos em um investimento de R$ 32 milhões. 

O grupo estrangeiro atua no mercado brasileiro desde 2013 e é responsável por produzir torres de concreto pré-moldados que sustentam os aerogeradores. Com a nova fábrica em nosso estado, a Nordex/Acciona vai fomentar mais ainda a vinda de investimentos nesse setor.

Em reunião com o Senador, o diretor comercial da Nordex/Acciona, David Lobo, reforçou a importância da região, estratégica para a companhia por estar no centro do estado e próxima aos principais parques eólicos. “Queremos tornar viável a inauguração da fábrica até o primeiro semestre do próximo ano, o que vai gerar 450 empregos diretos e um investimento de R$ 32 milhões para o estado”, declarou o diretor comercial. 

Já o diretor da SR Energia, Eduardo Vieira, defendeu o investimento para fomentar o setor éolico. “Para que possamos garantir a infraestrutura necessária para a instalação de parques com torres de suporte em concreto precisamos aproximar a indústria, reduzindo custos e ampliando a capacidade de construção”, pontuou Eduardo Vieira.

Para o Senador Jean, a vinda da fábrica para Lajes é mais um sinal de como o mercado e o potencial no setor está em um exponencial crescimento em nosso estado. Os diretores buscaram a articulação do Senador junto ao Governo do Estado e à Prefeitura de Lajes.

“Muito se fala na contrapartida que a energia éolica gera para o Rio Grande do Norte. Para além da autossuficiência energética garantida ao nosso estado, o setor ainda oferta empregos diretos e indiretos que emancipam a mão de obra potiguar e promovem impacto direto na vida das pessoas. Já conversei com o prefeito de Lajes, Felipe Menezes, e estou em diálogo junto à governadora Fátima Bezerra para acelerar a vinda desse mais novo reforço na nossa economia”, afirmou Jean.

A fábrica de Lages deverá ser uma das maiores do grupo no mundo, semelhante à que a empresa já opera no Piauí.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário