27 MAI 2022 | ATUALIZADO 23:55
MOSSORÓ
20/01/2022 13:51
Atualizado
20/01/2022 15:31

Prefeitura de Mossoró tem dificuldades para comprar medicamentos para abastecer as UPAs

A+   A-  
Especialmente agora em janeiro, pessoas com sintomas gripais tem não só lotado hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), como aumentado a procura por remédios contra a doença, e alguns já estão em falta no mercado. A secretária de saúde Morgana Dantas reforça que existe um cuidado do município em garantir serviços de saúde de qualidade à população e que, apesar do registro de aumento na procura por atendimento nas UPAs, os atendimentos continuam acontecendo dentro da normalidade.
Imagem 1 -  Especialmente agora em janeiro, pessoas com sintomas gripais tem não só lotado hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), como aumentado a procura por remédios contra a doença, e alguns já estão em falta no mercado. A secretária de saúde Morgana Dantas reforça que existe um cuidado do município em garantir serviços de saúde de qualidade à população e que, apesar do registro de aumento na procura por atendimento nas UPAs, os atendimentos continuam acontecendo dentro da normalidade.
Especialmente agora em janeiro, pessoas com sintomas gripais tem não só lotado hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), como aumentado a procura por remédios contra a doença, e alguns já estão em falta no mercado. A secretária de saúde Morgana Dantas reforça que existe um cuidado do município em garantir serviços de saúde de qualidade à população e que, apesar do registro de aumento na procura por atendimento nas UPAs, os atendimentos continuam acontecendo dentro da normalidade.

Com o rápido avanço dos casos de gripe, a secretaria de saúde de Mossoró tem visto crescer a pressão sobre as unidades de saúde, além de uma possível falta de remédios para tratar a doença.

Em entrevista ao Jornal Mossoró Hoje na Ondas do Rádio nesta quinta-feira (20), a secretaria Morgana Dantas disse que as três Unidades de Pronto Atendimento do município estão assistidas com a medicação necessária, mas já enfrentam dificuldade devido à alta demanda por esses medicamentos.

“Neste momentos nos encontramos com as UPAs abastecidas, não estamos com estoques totalmente abastecidos, mas temos sim medicação nas nossas UPAs, estamos aguardando a entrega de mais medicamentos e materiais”, explicou a secretária.

Especialmente agora em janeiro, pessoas com sintomas gripais tem não só lotado hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), como aumentado a procura por remédios contra a doença, e alguns já estão em falta no mercado.

“Essa dificuldade acontece em decorrência dos próprios fornecedores desses medicamentos, que estão com problemas de entrega pela grande demanda e procura, e essa oferta está muito aquém do que o município necessita”, frisou Morgana.

A secretária Morgana Dantas reforça que existe um cuidado do município em garantir serviços de saúde de qualidade à população e que, apesar do registro de aumento na procura por atendimento nas UPAs, os atendimentos continuam acontecendo dentro da normalidade.

“Podemos garantir à população que todas as UPAs estão realizando atendimento de casos de sintomas gripais, realizando testes de Covid-19 e todas as medicações utilizadas no setor de urgência e emergência estão sendo abastecidas para que não ocorram faltas”, completou.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário