13 AGO 2022 | ATUALIZADO 19:21
ECONOMIA
06/06/2022 12:27
Atualizado
06/06/2022 12:27

Brasil fecha abril com saldo positivo na geração de emprego, segundo o Caged

A+   A-  
Ao todo, foram 196.966 vagas formais de trabalho em abril. O número – resultado de 1.854.557 admissões e de 1.657.591 desligamentos – representa uma alta em relação ao registrado em março, quando o saldo de vagas criadas foi de 88.145. Esse número foi revisado para baixo, já que apontava para 136.189 anteriormente.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O Brasil abriu 196.966 vagas formais de trabalho em abril, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado nesta segunda-feira (6) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

A expectativa do mercado girava em torno de 170.655 novas vagas.

O número – resultado de 1.854.557 admissões e de 1.657.591 desligamentos – representa uma alta em relação ao registrado em março, quando o saldo de vagas criadas foi de 88.145. Esse número foi revisado para baixo, já que apontava para 136.189 anteriormente.

No acumulado do ano de 2022, foi registrado saldo de 770.593 empregos, decorrente de 7.715.322 admissões e de 6.944.729 desligamentos.

O número referente aos quatro primeiros meses deste ano mostram desaceleração em relação ao saldo de 894,7 mil entre janeiro e abril de 2021.

“Em outras palavras, apesar de mostrar força na margem (comparação mensal), a média móvel segue em desaceleração, e os dados desazonalizados apontam para uma perda de ímpeto na margem”, diz Étore Sanchez, da Atiba Investimentos.

O salário médio de admissão em abril foi de R$ 1.906,54, um acréscimo real de R$ 15 em relação ao registrado em março, alta de 0,79%.

Em abril, os dados registraram saldo positivo em quatro dos cinco grupos monitorados pela equipe econômica, com destaque para serviços, com 117.007 novos postos.

Em segundo lugar, vem comércio, com 29.261 novos postos, seguido de indústria (26.378 postos), construção (25.341 postos) e agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, que teve perda líquida de 1.021 postos.

O saldo foi positivo para as cinco regiões brasileiras, com destaque para o Sudeste, com 101.279 novos postos, alta de 0,48% em relação ao mês anterior.

Na sequência, vem Nordeste (+29.813 postos, +0,45%), Centro-Oeste (+25.598 postos, +0,72%), Sul (+25.102 postos, +0,32%) e Norte (+12.023 postos, +0,62%).


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário