12 AGO 2022 | ATUALIZADO 15:37
VARIEDADES
10/06/2022 20:37
Atualizado
10/06/2022 20:39

Vai viajar sozinho? Confira Dicas Práticas de Planejamento e Economia

A+   A-  
Como chegar, onde ir, em que lugar ficar, qual restaurante comer… Decidir tudo isso de forma autônoma tem sim um peso de responsabilidade, porém, carrega um QUÊ de diversão e liberdade também. Viajar sozinho pode ser um marco na sua percepção de mundo e de si mesmo. É um momento no qual enfrenta-se desafios, se quebra barreiras, expande seus horizontes e supera-se limites.
Imagem 1 -  Como chegar, onde ir, em que lugar ficar, qual restaurante comer… Decidir tudo isso de forma autônoma tem sim um peso de responsabilidade, porém, carrega um QUÊ de diversão e liberdade também. Viajar sozinho pode ser um marco na sua percepção de mundo e de si mesmo. É um momento no qual enfrenta-se  desafios, se quebra barreiras, expande seus horizontes e supera-se limites.
Como chegar, onde ir, em que lugar ficar, qual restaurante comer… Decidir tudo isso de forma autônoma tem sim um peso de responsabilidade, porém, carrega um QUÊ de diversão e liberdade também. Viajar sozinho pode ser um marco na sua percepção de mundo e de si mesmo. É um momento no qual enfrenta-se desafios, se quebra barreiras, expande seus horizontes e supera-se limites.

São inúmeros os benefícios de viajar sozinho. Além de não depender das vontades de outra pessoa, é uma ótima oportunidade de desenvolver autonomia e independência. Apesar disso, embora viajantes solo representem cerca de 11% do mercado total de viagens de acordo com o Booking.com, os perrengues nos passeios podem agravar-se quando se está sozinho.

Desafiadora. É o que, sem dúvidas, define a experiência de viajar sozinho. Isso porque, independente do destino, data e hospedagem, será um momento em que a sua liberdade te custará a superação de alguns medos. Afinal, se ir acompanhado a um destino que você não conhece já é de dar calafrios na barriga, quem dirá sem ninguém para compartilhar os temores da viagem.

Como chegar, onde ir, em que lugar ficar, qual restaurante comer… Decidir tudo isso de forma autônoma tem sim um peso de responsabilidade, porém, carrega um QUÊ de diversão e liberdade também. Viajar sozinho pode ser um marco na sua percepção de mundo e de si mesmo. É um momento no qual enfrenta-se desafios, se quebra barreiras, expande seus horizontes e supera-se limites.

O que separa, entretanto, a viagem solo dos sonhos dos amores e horrores, é a pré-viagem e o modo como você está preparado para o dia D. A chance de dar ruim numa viagem planejada, pensada com responsabilidade e segurança é muito menor do que aquela que é prematura e ingênua. Por isso, acompanhe abaixo algumas dicas de planejamento e economia para você viajar sozinho com segurança e a menor taxa de perrengues possível.


Não se engane: você vai gastar mais do que pensou

Definir o orçamento da viagem é uma das questões mais importantes do planejamento. Isso porque, é por meio dele que você poderá decidir o destino, hospedagem e tudo aquilo que se insere nos gastos do seu passeio. Assim, é essencial colocar na ponta da caneta o que pode ser usado, para que depois decida-se a melhor forma de utilizar o dinheiro.

Contudo, lembre-se que imprevistos acontecem. E, sem uma caução, a sua viagem pode ficar comprometida. Por isso, para viajar sozinho com tranquilidade, vá ao seu passeio sempre com uma folga financeira. Ir com o dinheiro contato pode se transformar em um grande problema.


Ajuda sempre é bem-vinda

É nítido que viajar sozinho é um momento de pôr à prova a sua independência. No entanto, nada de sair por aí querendo desprezar toda e qualquer ajuda. Uma boa forma de se manter antenado sobre a sua cidade destino é com o auxílio de sites de busca confiáveis.

Na internet, hoje em dia, é muito fácil encontrar diversas informações sobre os locais. Por isso, busque em plataformas de viagens, sites especializados e outras fontes, tudo aquilo que precisa saber sobre a sua região de visita.


O centro nem sempre é a melhor opção

É importante salientar aos viajantes solo de primeira viagem que nem sempre a área central é a melhor a se hospedar. Isso porque, dependendo da atração turística e dos pontos a se visitar, o centro pode demandar um longo trajeto de locomoção, o que dificulta a logística e aumenta os gastos.

Por isso, sempre procure regiões de hospedagem perto dos pontos que deseja visitar. Dessa forma, a não ser que o seu desejo seja aproveitar as atrações de dentro do hotel, busque, antecipadamente, o que você quer conhecer; e apenas depois encontre a estadia ideal de acordo com a sua realidade e localização.


Use e abuse de promoções

Quem não gosta de economizar? Já que você sabe que no período de viagem muito provavelmente os custos serão um pouco maiores do que o esperado, aproveite e garanta descontos em passagens e hospedagens antecipadamente.

Alguns estabelecimentos oferecem pacotes de hospedagem, por exemplo, que podem ser bastante vantajosos, mas, além disso, também é possível encontrar descontos em sites específicos de viagens, como o Hurb.

Ao acessar, você encontrará, além de descontos em passagens aéreas para voos nacionais e internacionais, uma infinidade de dicas sobre os mais variados locais para visitar no Brasil. Assim, fica mais fácil encontrar informações verdadeiras e que ajudam a definir o seu roteiro de viagem.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário