12 AGO 2022 | ATUALIZADO 15:37
MOSSORÓ
24/06/2022 14:37
Atualizado
24/06/2022 15:40

Chuva de Bala no País de Mossoró terá sua última apresentação nesta sexta-feira, 24

A+   A-  
Neste ano o espetáculo completou 20 anos de criação e a cada edição atrai públicos de todo o Brasil. O “Chuva de Bala no País de Mossoró” relembra um episódio da história no município que se passou no dia 13 de junho de 1927, há 95 anos. Na ocasião, o então prefeito Rodolfo Fernandes decidiu reunir os mossoroenses para enfrentarem e expulsarem o bando que ameaçava a paz das famílias de Mossoró. O último dia de espetáculo do Chuva de Bala acontece nesta sexta-feira (24), a partir das 21h no Adro da Capela de São Vicente.
Imagem 1 -  Chuva de Bala no País de Mossoró terá sua última apresentação nesta sexta-feira, 24. Neste ano o espetáculo completou 20 anos de criação e a cada edição atrai públicos de todo o Brasil. O “Chuva de Bala no País de Mossoró” relembra um episódio da história no município que se passou no dia 13 de junho de 1927, há 95 anos. Na ocasião, o então prefeito Rodolfo Fernandes decidiu reunir os mossoroenses para enfrentarem e expulsarem o bando que ameaçava a paz das famílias de Mossoró. O último dia de espetáculo do Chuva de Bala acontece nesta sexta-feira (24), a partir das 21h no Adro da Capela de São Vicente.
Chuva de Bala no País de Mossoró terá sua última apresentação nesta sexta-feira, 24. Neste ano o espetáculo completou 20 anos de criação e a cada edição atrai públicos de todo o Brasil. O “Chuva de Bala no País de Mossoró” relembra um episódio da história no município que se passou no dia 13 de junho de 1927, há 95 anos. Na ocasião, o então prefeito Rodolfo Fernandes decidiu reunir os mossoroenses para enfrentarem e expulsarem o bando que ameaçava a paz das famílias de Mossoró. O último dia de espetáculo do Chuva de Bala acontece nesta sexta-feira (24), a partir das 21h no Adro da Capela de São Vicente.

A história de resistência do povo de Mossoró ao bando Lampião, o espetáculo Chuva de Bala no Pais de Mossoró, chega a sua última apresentação nesta sexta-feira (24). Neste ano o espetáculo completou 20 anos de criação e a cada edição atrai públicos de todo o Brasil.

Encenar o espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró”, uma das principais atrações do calendário cultural do município, representa um sonho para muitos artistas da terra. Com o objetivo de garantir oportunidade de participação no evento desses novos artistas, a Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Cultura, abriu para a edição deste ano um processo seletivo para a captação de novos talentos e garantiu a vinte novos atores e bailarinos a oportunidade de encenar o "Chuva de Bala no País de Mossoró" edição 2022.

Estar no palco encenando uma história real que exalta a bravura do povo de Mossoró representa para os artistas locais a concretização de um sonho. “Desde criança eu assisto esse espetáculo e essa história sempre me encantou. Eu tinha esse desejo desde pequena de um dia fazer parte do elenco e esse meu desejo se tornou realidade neste ano”, o relato é da atriz Yane Caetano, que está entre os novos atores fazendo parte do espetáculo neste ano.

A bailarina Maria Helena Martins participou do processo de audições para escolha de novos integrantes para o elenco 2022. Ela conta que faz dança desde os cinco anos de idade e sempre desejou fazer parte do espetáculo e somente neste ano conseguiu realizar. Helena relata que quando criança assistia ao "Chuva de Bala no País de Mossoró", via seu professor de dança encenando e dizia que um dia estaria no palco também. “Participar desse espetáculo pela primeira vez fazendo parte do elenco está sendo uma experiência única pra mim. Contracenar com os atores e bailarinos que eu assistia quando criança é uma sensação indescritível e o meu sentimento é de gratidão pela oportunidade”, relatou Helena.

O ator Halefy Brito, que representa a personagem de um cangaceiro do bando de Lampião no "Chuva de Bala no País de Mossoró", diz que além de ser a primeira vez que participa do espetáculo é também a sua primeira experiência encenando em um espetáculo grandioso. “Está sendo pra mim uma experiência muito marcante porque, apesar de já ter encenado várias peças teatrais, nunca antes havia participado de um auto da magnitude do "Chuva de Bala...". Eu sou muito grato pela oportunidade porque essa experiência está sendo importante pra mim”, destacou Halefy.

A ideia da Prefeitura de Mossoró de abrir vagas para a participação no espetáculo para novos talentos também está sendo ressaltada pela diretora do teatro musical Diana Fontes. “Foi uma experiência fantástica trabalhar durante esses quase dois meses com os novos atores e bailarinos. A dedicação e a vontade de dar o melhor foram sendo percebidos durante os ensaios e quando eles usaram os figurinos pela primeira vez, foi bem emocionante porque percebi que eles deram o melhor e realmente todos são revelações de novos talentos”, declarou Diana Fontes.

O último dia de espetáculo do Chuva de Bala acontece a partir das 21h no Adro da Capela de São Vicente.

Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário