25 FEV 2024 | ATUALIZADO 11:05
NACIONAL
POR LEANDRO MAZZINI COM WALMOR PARENTE, CAROL PURIFICAÇÃO E TOM CAMILO
01/12/2023 09:42
Atualizado
01/12/2023 09:43

[COLUNA ESPLANADA] Maior operação de combate a contrabando de minério é deflagrada

A+   A-  
A Polícia Federal, a Receita Federal e a Agência Nacional de Mineração (ANM) deflagraram uma das maiores operações de combate a contrabando de minério da década. Apreenderam mais de 100 mil toneladas de manganês – são centenas de milhões de reais em produto sem pagamento de tributos – e cercaram uma multinacional suspeita de operar uma rede de exploração ilegal com mais de 20 empresas no Porto do Pará. A apreensão ocorreu no Porto de Vila do Conde, em Barcarena, Belém, e a exploradora investigada é a indiana WMA EXIM. A Full Comex Trading é a empresa intermediária e também está sendo investigada. A PF está de olho, agora, na agência. Coincidentemente, um diretor da ANM começou a receber ameaças de morte por telefone. Ainda não há informações se as ameaças estão associadas a essa operação. Procuradas, a ANM e a WMA EXIM não se manifestaram até o fechamento desta edição.
Imagem 1 -  [COLUNA ESPLANADA] A Polícia Federal, a Receita Federal e a Agência Nacional de Mineração (ANM) deflagraram uma das maiores operações de combate a contrabando de minério da década. Apreenderam mais de 100 mil toneladas de manganês – são centenas de milhões de reais em produto sem pagamento de tributos – e cercaram uma multinacional suspeita de operar uma rede de exploração ilegal com mais de 20 empresas no Porto do Pará. A apreensão ocorreu no Porto de Vila do Conde, em Barcarena, Belém, e a exploradora investigada é a indiana WMA EXIM. A Full Comex Trading é a empresa intermediária e também está sendo investigada. A PF está de olho, agora, na agência. Coincidentemente, um diretor da ANM começou a receber ameaças de morte por telefone. Ainda não há informações se as ameaças estão associadas a essa operação. Procuradas, a ANM e a WMA EXIM não se manifestaram até o fechamento desta edição.
[COLUNA ESPLANADA] A Polícia Federal, a Receita Federal e a Agência Nacional de Mineração (ANM) deflagraram uma das maiores operações de combate a contrabando de minério da década. Apreenderam mais de 100 mil toneladas de manganês – são centenas de milhões de reais em produto sem pagamento de tributos – e cercaram uma multinacional suspeita de operar uma rede de exploração ilegal com mais de 20 empresas no Porto do Pará. A apreensão ocorreu no Porto de Vila do Conde, em Barcarena, Belém, e a exploradora investigada é a indiana WMA EXIM. A Full Comex Trading é a empresa intermediária e também está sendo investigada. A PF está de olho, agora, na agência. Coincidentemente, um diretor da ANM começou a receber ameaças de morte por telefone. Ainda não há informações se as ameaças estão associadas a essa operação. Procuradas, a ANM e a WMA EXIM não se manifestaram até o fechamento desta edição.
COLUNA ESPLANADA

Leandro Mazzini

com Walmor Parente, Carol Purificação e Tom Camilo


BRASÍLIA, SEXTA-FEIRA, 1º DE DEZEMBRO DE 2023 - Nº 3.761

Mistério na mineração

A Polícia Federal, a Receita Federal e a Agência Nacional de Mineração (ANM) deflagraram uma das maiores operações de combate a contrabando de minério da década. Apreenderam mais de 100 mil toneladas de manganês – são centenas de milhões de reais em produto sem pagamento de tributos – e cercaram uma multinacional suspeita de operar uma rede de exploração ilegal com mais de 20 empresas no Porto do Pará. A apreensão ocorreu no Porto de Vila do Conde, em Barcarena, Belém, e a exploradora investigada é a indiana WMA EXIM. A Full Comex Trading é a empresa intermediária e também está sendo investigada. A PF está de olho, agora, na agência. Coincidentemente, um diretor da ANM começou a receber ameaças de morte por telefone. Ainda não há informações se as ameaças estão associadas a essa operação. Procuradas, a ANM e a WMA EXIM não se manifestaram até o fechamento desta edição.

Doce ilusão

A revolta do antigo Procurador Geral do Estado do Rio de Janeiro, Bruno Dubeux, que foi exonerado, ocorre por dois motivos, segundo fontes. O 1º, que sua vaidade teria ficado exagerada após três anos como Procurador Chefe do Estado. E o 2º, era que seu projeto de poder passava por indicação para ministro de Corte superior. Se for verdade, parece que a vaidade teria cegado a realidade do antigo procurador chefe.

Pressão no Congresso

A desoneração da folha de pagamento não diminuiu a arrecadação da Previdência. “Pelo contrário, ela aumenta a arrecadação porque mantém postos de trabalho e também aumenta a contratação de novos trabalhadores com melhores salários”, afirma à Coluna o presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso. A entidade pressiona pela derrubada do veto do presidente Lula da Silva à desoneração da folha.

Dinamização da economia

Na contramão das críticas que vêm sendo feitas à retomada dos financiamentos pelo BNDES, a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) chama atenção para a importância que esse mecanismo pode ter para a dinamização da economia brasileira. Presidente da entidade, Venilton Tadini afirma que o BC, a AGU, o TCU e o MP dispõem de instrumentos capazes de fiscalizar a correta utilização dos recursos.

Migração no Rio

Na estratégia de ampliar o palanque do presidente Lula da Silva no Rio, o vice-presidente do PT Washington Quaquá está tirando do PL de Bolsonaro a prefeita de Cabo Frio, Magdala Furtado. É uma aliada de peso para Lula, que está sem bases na Região dos Lagos. Quaquá planeja desembarcar em Cabo Frio com os prefeitos do Rio, Eduardo Paes, e de Maricá, Fabiano Horta, além de gestores da área de Turismo do governo Lula.

Taxiamento perigoso

O Ministério de Portos e Aeroportos insiste em omitir informações. A assessoria do órgão foi procurada pela reportagem no dia 06 de novembro para prestar informações a respeito do convênio entre a Secretaria de Aviação Civil e a Codevasf, mas após três semanas de uma longa espera não há respostas. Quando questionada por telefone, a assessoria se limita a informar que “a demanda ainda está com a área técnica”.

ESPLANADEIRA

#  Carlos Gil Ferreira, presidente do Instituto Oncoclínicas, realiza palestra online sobre tratamento do câncer, dia 1º de dezembro. # Empresária Tanit Galdeano, da TAO, recebeu o Prêmio Ademi pelo residencial Epitácio, no Rio. # Rosangela Moro reuniu empresárias em SP dia 30 para 1ª edição do Elas Inspiram, do União Brasil. # Cerimônia final da 65ª edição do Prêmio Jabuti acontece dia 5 de dezembro, em São Paulo. # Aena conclui transição operacional e assume todos os aeroportos do bloco SP/MS/PA/MG. # Recovery, empresa do Grupo Itaú, realizou na última semana acordos para renegociar mais de R$ 182 milhões em dívidas.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário