13 ABR 2024 | ATUALIZADO 13:43
ESTADO
02/04/2024 17:15
Atualizado
02/04/2024 17:16

Fátima quer agilidade na construção da nova ponte e alternativa emergencial para garantir o fluxo na BR-304

A+   A-  
A governadora do RN se reuniu na manhã de hoje (2) com integrantes do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) e do Comitê Permanente de Acompanhamento das Chuvas. Segundo Fátima Bezerra, que está em contato permanente com o ministro dos Transportes, Renan Filho, a prioridade é proteger a vida das pessoas atingidas pelas chuvas e realizar ações preventivas para evitar danos. Em segundo lugar, focar em providências para a construção da nova ponte, visto que a rodovia é uma das mais importantes do estado, interligando diversas regiões.
Imagem 1 -  Fátima quer agilidade na construção da nova ponte e alternativa emergencial para garantir o fluxo na BR-304. A governadora do RN se reuniu na manhã de hoje (2) com integrantes do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) e do Comitê Permanente de Acompanhamento das Chuvas. Segundo Fátima Bezerra, que está em contato permanente com o ministro dos Transportes, Renan Filho, a prioridade é proteger a vida das pessoas atingidas pelas chuvas e realizar ações preventivas para evitar danos. Em segundo lugar, focar em providências para a construção da nova ponte, visto que a rodovia é uma das mais importantes do estado, interligando diversas regiões.
Fátima quer agilidade na construção da nova ponte e alternativa emergencial para garantir o fluxo na BR-304. A governadora do RN se reuniu na manhã de hoje (2) com integrantes do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) e do Comitê Permanente de Acompanhamento das Chuvas. Segundo Fátima Bezerra, que está em contato permanente com o ministro dos Transportes, Renan Filho, a prioridade é proteger a vida das pessoas atingidas pelas chuvas e realizar ações preventivas para evitar danos. Em segundo lugar, focar em providências para a construção da nova ponte, visto que a rodovia é uma das mais importantes do estado, interligando diversas regiões.

Proteção à vida das pessoas e celeridade nas providências para recuperação dos trechos rodoviários afetados pelas enchentes do final de semana na região Central do Rio Grande do Norte.

Foi esse o teor da reunião da governadora Fátima Bezerra com os integrantes do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) e do Comitê Permanente de Acompanhamento das Chuvas na manhã desta terça-feira (02).

O GGI é formado por órgãos da administração estadual - como Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Segurança Pública e Secretaria de Recursos Hídricos -, e federais, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Polícia Rodoviária Federal, e agora, Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) e Exército.

"O que nós precisamos ter? Em primeiro lugar, proteger a vida das pessoas, desenvolver cada vez mais ações preventivas para evitar danos. Nesse cenário, outra ação que precisamos focar são as providências para a construção da nova ponte na BR-304, nossa rodovia de maior conexão com todas as regiões do Estado. Associado a isso, é necessário a construção em caráter emergencial, de uma opção mais adequada para garantir o fluxo de veículos na BR-304, sem necessidade das rotas alternativas”, disse a governadora, que está em contato permanente com o ministro dos Transportes, Renan Filho.

Na segunda-feira, o ministro informou à governadora que o presidente Lula assegurou os recursos para reconstrução da ponte.

Atualmente são duas rotas alternativas para acesso a Natal ou de quem sai da capital com destino às regiões central e oeste do RN. Uma pela BR-406 (Natal-Macau) e RN-118 (Ipanguaçu); a outra pela BR-226 (Triunfo Potiguar-Currais Novos).

Na reunião do Gabinete de Gestão Integrada, o representante da Polícia Rodoviária Federal sugeriu aos motoristas que usam a BR-406, evitarem a Estrada do Óleo.

Segundo ele, a melhor rota é por Macauzinho. Aumenta o trajeto em alguns quilômetros, mas a estrada está em boas condições de trafegabilidade.

A reconstrução da cabeceira da ponte da RN-041 no leito do Rio São Miguel, acesso a Santana do Matos, a outros municípios e comunidades rurais da microrregião Serra de Santana também entrou na pauta.

O DER informou que as providências estão sendo adotadas, mas é necessário que haja condições propícias do terreno para o trabalho de recuperação do aterro de acesso à ponte.

Na reunião foram criados três grupos de trabalho: um voltado para a questão da segurança; outro para monitoramento das chuvas e adoção de medidas preventivas e o terceiro para acompanhar o processo de restauração dos trechos rodoviários destruídos pelas enxurradas.

O governo está atento, de prontidão 24 horas, para proteger a vida das pessoas. A integração entre as diversas secretarias do estado com o governo federal é importante para que possamos potencializar nossas ações”, reforçou a governadora.

Levantamento

Na manhã desta terça-feira, uma equipe formada por engenheiros do DNIT nacional e da Superintendência Regional no Rio Grande do Norte iniciou o levantamento técnico que vai delinear a adoção de medidas para restauração do trecho danificado pela enxurrada do final de semana na BR-304.

O superintendente do DNIT no Rio Grande do Norte, Getúlio Batista, informou que até sexta-feira o órgão deverá elaborar o cronograma de obras, que não se restringem apenas à ponte.

"Além da ponte, a água levou aproximadamente 300 metros de pistas que precisarão ser recuperadas", explicou. A primeira providência será a construção de um desvio nas proximidades da área danificada pelas chuvas.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário