28 MAI 2024 | ATUALIZADO 09:58
ESTADO
16/04/2024 16:52
Atualizado
16/04/2024 16:52

Policiais civis lotam galerias da ALRN para cobrar aprovação do auxílio-fardamento

A mobilização aconteceu na manhã desta terça-feira (16). A categoria considerou o resultado do movimento positivo, tendo os deputados acordado que a matéria será votada nesta quarta-feira (17). Os policiais deliberaram também por continuarem com a mobilização geral iniciada nesta segunda-feira (15). Dessa forma, as Diárias Operacionais seguem suspensas em todo o Estado.
Policiais civis lotam galerias da ALRN para cobrar aprovação do auxílio-fardamento. A mobilização aconteceu na manhã desta terça-feira (16). A categoria considerou o resultado do movimento positivo, tendo os deputados acordado que a matéria será votada nesta quarta-feira (17). Os policiais deliberaram também por continuarem com a mobilização geral iniciada nesta segunda-feira (15). Dessa forma, as Diárias Operacionais seguem suspensas em todo o Estado.

Policiais civis do Rio Grande do Norte saíram em caminhada, nesta terça-feira (16), até a Assembleia Legislativa, para cobrar a aprovação do auxílio-fardamento.

Os policiais lotaram as galerias da casa legislativa e consideraram o resultado do movimento positivo, tendo os deputados acordado que a matéria será votada nesta quarta-feira (17).

Também nesta quarta, eles irão se reunir em frente à Governadoria, no Centro Administrativo, a partir das 8h.

“Realizamos um grande ato e houve um entendimento dos parlamentares presentes à sessão para dispensa de tramitação nas comissões, com o projeto sendo lido para a pauta de amanhã. Conquistamos uma importante vitória, através da luta, mas, nesta quarta, estaremos novamente na Assembleia para acompanhar a votação”, comenta Djair Oliveira, vice-presidente do SINPOL-RN.

Além disso, os policiais civis deliberaram também por continuarem com a mobilização geral iniciada nesta segunda-feira (15). Dessa forma, as Diárias Operacionais seguem suspensas em todo o Estado.

“Vamos aguardar que o Governo do Estado nos chame para o diálogo e apresente alguma proposta sobre os demais pontos da pauta, como a resolução do CRI, que é alvo de uma demanda judicial, e a valorização dos Policiais Civis e Servidores da Sesed. Infelizmente, até o momento, não houve sinalização e, por isso, nossas categorias estão dispostas a intensificar a luta a partir dos próximos dias”, completa o presidente do Sinpol, Nilton Arruda.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário