25 MAI 2024 | ATUALIZADO 14:12
POLÍTICA
24/04/2024 17:56
Atualizado
24/04/2024 17:56

Após visita à China, Isolda cita avanços que podem ser implementados no RN

A+   A-  
A parlamentar fez um relato sobre a visita que fez recentemente à China, a convite do governo, durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (24). Na oportunidade, Isolda Dantas citou especialmente a fábrica de vidro, com tecnologia avançada. A China produz atualmente cerca de 30% do vidro mundial. Citou também a fábrica de baterias. O país, de forma estratégica, vem expandindo o uso do carro elétrico para controle da poluição. “A China tem muito a nos ensinar, como também temos a ensinar ao governo chinês”, afirmou.
Imagem 1 -  Após visita à China, Isolda cita avanços que podem ser implementados no RN. A parlamentar fez um relato sobre a visita que fez recentemente à China, a convite do governo, durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (24). Na oportunidade, Isolda Dantas citou especialmente a fábrica de vidro, com tecnologia avançada. A China produz atualmente cerca de 30% do vidro mundial. Citou também a fábrica de baterias. O país, de forma estratégica, vem expandindo o uso do carro elétrico para controle da poluição. “A China tem muito a nos ensinar, como também temos a ensinar ao governo chinês”, afirmou.
Após visita à China, Isolda cita avanços que podem ser implementados no RN. A parlamentar fez um relato sobre a visita que fez recentemente à China, a convite do governo, durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (24). Na oportunidade, Isolda Dantas citou especialmente a fábrica de vidro, com tecnologia avançada. A China produz atualmente cerca de 30% do vidro mundial. Citou também a fábrica de baterias. O país, de forma estratégica, vem expandindo o uso do carro elétrico para controle da poluição. “A China tem muito a nos ensinar, como também temos a ensinar ao governo chinês”, afirmou.

Relatando pontos de destaque da visita que fez recentemente à China a convite do governo, a deputada Isolda Dantas (PT) citou avanços que podem ser implementados no RN.

A parlamentar fez o relato durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (24).

“Fomos conhecer experiências exitosas daquele país em relação às fábricas e universidades. Eu sabia que ficaria muito impressionada ao conhecer um país de cultura milenar, com regime político bastante diverso, mas não sabia que ficaria tão impressionada. A China tem muito a nos ensinar, como também temos a ensinar ao governo chinês”, afirmou.

Isolda citou especialmente a fábrica de vidro, com tecnologia avançada. A China produz atualmente cerca de 30% do vidro mundial. Citou também a fábrica de bateria. O país, de forma estratégica, vem expandindo o uso do carro elétrico para controle da poluição.

“Visitamos também uma fábrica de material esportivo. A China pensa de forma estratégica como querem ser em 2050. Impressionou a capacidade de planejamento, a relação com o empresariado. O governo traça um planejamento do que querem ter em 2050, define metas e o empresariado recebe incentivos para investir e atender aquelas metas”, afirmou.

Isolda citou que também conheceu a parte pobre. “Na China tem pobreza, mas celebram desde 2020 o fim da fome e da pobreza extrema. Visitei uma comunidade, a última de extrema pobreza, em que a comunidade de pescadores vivia em barcos e em 2020 o governo entregou um conjunto com todas as condições de estrada, saneamento, escola e a pobreza extrema foi erradicada”, disse.

A parlamentar afirmou que um dos momentos mais importantes que motivou a sua ida foi a visita a duas universidades, especialmente a agrícola, que tem parceria com o Consórcio Nordeste para implementar a mecanização da agricultura familiar. Citou também os avanços na tecnologia, como o caso de uma máquina de colher arroz que produz em uma hora o volume de colheita que se faz em uma semana.

“É uma parceria concreta com o RN e essa semana chega a professora que me recebeu lá”, disse. Já se reportando ao RN, outro destaque de Isolda foi o Centro de Treinamento de testagem de máquinas agrícolas em Apodi, inaugurado em janeiro, com representante da China e do governo federal brasileiro e que já conta com 30 máquinas doadas para fazer a testagem e adaptação da produção no RN.

“Nossa expectativa é que tenham empresários chineses investindo em tecnologia adaptada. É uma parceria muito promissora, a China tem muito o que aprender com o Brasil e nós com eles, não podemos deixar de reconhecer que estão na nossa frente, em tecnologia e fazer que o povo tenha qualidade de vida”, finalizou.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário