24 JUN 2024 | ATUALIZADO 16:24
VARIEDADES
27/05/2024 11:01
Atualizado
27/05/2024 11:01

Dez mulheres de Mossoró e Assú participam de capacitação para cisterneiras

A+   A-  
O curso, promovido pelo Centro Feminista 8 de Março, aconteceu na semana passada, no Assentamento Solidão, localizado na Zona Rural de Mossoró. O processo iniciou com a limpeza do buraco, seguida pela escavação, pintura e instalação da caixa d’água. As mulheres participaram ativamente, com a mão na massa, dedicando-se a aprender sobre tecnologias sociais relacionadas à captação, armazenamento e manejo de água.
Imagem 1 -  Dez mulheres de Mossoró e Assú participam de capacitação para cisterneiras. O curso, promovido pelo Centro Feminista 8 de Março, aconteceu na semana passada, no Assentamento Solidão, localizado na Zona Rural de Mossoró. O processo iniciou com a limpeza do buraco, seguida pela escavação, pintura e instalação da caixa d’água. As mulheres participaram ativamente, com a mão na massa, dedicando-se a aprender sobre tecnologias sociais relacionadas à captação, armazenamento e manejo de água.
Dez mulheres de Mossoró e Assú participam de capacitação para cisterneiras. O curso, promovido pelo Centro Feminista 8 de Março, aconteceu na semana passada, no Assentamento Solidão, localizado na Zona Rural de Mossoró. O processo iniciou com a limpeza do buraco, seguida pela escavação, pintura e instalação da caixa d’água. As mulheres participaram ativamente, com a mão na massa, dedicando-se a aprender sobre tecnologias sociais relacionadas à captação, armazenamento e manejo de água.

Durante a última semana, a equipe executora do Programa 1 Terra e 2 Águas (P1+2) do Centro Feminista 8 de Março promoveu um curso de capacitação para mulheres cisterneiras. O processo iniciou com a limpeza do buraco, seguida pela escavação, pintura e instalação da caixa d’água.

As 10 mulheres da região de Mossoró e Assú participaram ativamente, com a mão na massa, dedicando-se a aprender sobre tecnologias sociais relacionadas à captação, armazenamento e manejo de água.

As aulas ocorreram no Assentamento Solidão, localizado na Zona Rural de Mossoró. Durante o curso, as participantes tiveram a oportunidade de construir uma cisterna calçadão com capacidade para 52 mil litros de água.

Essa tecnologia social é voltada para beneficiários que já possuem uma primeira cisterna de 16 mil litros para consumo próprio, também com o objetivo de potencializar os quintais produtivos.

Rosimeire Bezerra, cuja tecnologia foi implementada em seu quintal, expressou sua satisfação em participar da construção de sua própria cisterna: “Fiquei tão feliz em estar aqui esses dias e colocar a mão na massa para fazer minha própria cisterna, uma oportunidade que nunca irei esquecer”, afirmou.

Lindinalva Martins, animadora de campo do projeto e cisterneira formada pela primeira turma do CF8, desempenhou um papel fundamental ao acompanhar e orientar as alunas durante todo o processo, do início ao fim do curso.

“Estamos muito felizes com a retomada desse projeto pela ASA e podemos ver a importância que essa capacitação tem para as mulheres, que ficaram empolgadas com cada etapa da construção”, concluiu Lindinalva.

As tecnologias sociais, promovidas pela Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) e pelo programa P1+2, têm transformado vidas e resgatado sonhos que antes pareciam inalcançáveis.

A construção de cisternas pelas mãos das mulheres representa multiplicadoras cientes de seus direitos na sociedade e na família, garantindo visibilidade como agentes protagonistas no campo, construindo e fortalecendo alternativas para os grupos e coletivos de mulheres organizadas na região oeste e por todo o Rio Grande do Norte.

Centro Feminista 8 de Março

O Centro Feminista 8 de Março (CF8) é uma Organização Não-Governamental que surgiu em março de 1993 a partir de ações voltadas à reivindicação da instalação da Delegacia Especializada em Defesa da Mulher (DEAM), em Mossoró/RN.

Atualmente, a instituição desenvolve ações alicerçadas em três elementos: feminismo, organização e formação. Nossas atividades têm como finalidade proporcionar o fortalecimento das organizações de mulheres nos espaços sociais, em especial as trabalhadoras rurais, oferecendo apoio, assessoria e formação em gênero aos grupos de mulheres, comissões de mulheres dos sindicatos rurais, entidades de assessoria técnica, gerencial e organizativa que atuam no meio rural e urbano de Mossoró e região.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário