15 JUN 2024 | ATUALIZADO 22:35
MOSSORÓ
ANNA PAULA BRITO
27/05/2024 12:41
Atualizado
27/05/2024 12:41

Procon fiscaliza postos de combustíveis em Mossoró; pelo menos 5 já foram autuados

A+   A-  
De acordo com o coordenador-geral do Procon estadual, Obede Jácome, os postos autuados praticaram aumentos nos valores dos combustíveis sem uma justificativa plausível. O aumento, que chegou a ser de R$ 0,90 centavos em um dos postos fiscalizados, na manhã desta segunda-feira (27), pegou os consumidores de surpresa, na semana passada.
Imagem 1 -  Procon fiscaliza postos de combustíveis em Mossoró; pelo menos 5 já foram autuados. De acordo com o coordenador-geral do Procon estadual, Obede Jácome, os postos autuados praticaram aumentos nos valores dos combustíveis sem uma justificativa plausível. O aumento, que chegou a ser de R$ 0,90 centavos em um dos postos fiscalizados, na manhã desta segunda-feira (27), pegou os consumidores de surpresa, na semana passada.
Procon fiscaliza postos de combustíveis em Mossoró; pelo menos 5 já foram autuados. De acordo com o coordenador-geral do Procon estadual, Obede Jácome, os postos autuados praticaram aumentos nos valores dos combustíveis sem uma justificativa plausível. O aumento, que chegou a ser de R$ 0,90 centavos em um dos postos fiscalizados, na manhã desta segunda-feira (27), pegou os consumidores de surpresa, na semana passada.
FOTO: ANNA PAULA BRITO

Os consumidores de Mossoró foram pegos de surpresa, na semana passada, com um aumento repentino nos valores dos combustíveis, nos posto do município.

Nesta segunda-feira (27), após receber diversas denúncias, a equipe do Procon iniciou uma série de visitas aos estabelecimentos, para fiscalizar o aumento.

De acordo com o coordenador-geral do Procon estadual, Obede Jácome, cinco postos foram visitados na manhã de hoje e todos eles autuados por irregularidades relacionadas ao aumento.

Segundo ele, ficou constatado que não houve qualquer justificativa para a elevação dos preços dos combustíveis, cuja variação ficou entre R$ 0,50 e R$ 0,90 centavos. Em todos eles, o valor final da gasolina ficou em R$ 6,29.

Ainda segundo Odebe, os proprietários dos estabelecimentos terão agora um prazo para recorrer, mas deverão pagar multa pelo aumento irregular nas bombas. Ele explicou, também, que caso haja uma redução no valor após a fiscalização, este fato poderá ser um atenuante para a retirada da multa.

Mytchelly Paiva, coordenadora do Procon municipal, explicou que tão logo tomou conhecimento sobre o aumento, acionou o órgão estadual, que tem competência para realizar a fiscalização.

Ela reforçou que, em qualquer situação, caso o consumidor se sinta lesado, perceba que seus direitos não estão sendo seguidos, que acione o Procon, para que eles possam fiscalizar e tomar as medidas cabíveis.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário