24 JUN 2019 | ATUALIZADO 12:10
ESTADO

Projeto prevê preservação das falésias da praia de Tibau/RN

Objetivo da Secretaria de Meio Ambiente do município é transformar o local em Monumento Histórico da cidade, aberto à visitação como forma de fomentar o turismo
Por Valéria Lima
30/03/2016 13:31
Atualizado
13/12/2018 09:39
A+   A-  
Projeto prevê preservação das falésias da praia de Tibau/RN
Reprodução/Livio Victorius

A Prefeitura Municipal de Tibau está colocando em prática, desde fevereiro deste ano, o projeto de recuperação e preservação das falésias, os famosos morros de areia colorida, localizados na praia das Emanuelas, em Tibau, litoral norte potiguar.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente, Maria de Lourdes Oliveira, a ideia é fazer a preservação do local, que muito tempo estava abandonado.

“Muita gente já construiu casas ao redor e alguns andam de quadriciclo e acabam degradando a área”, afirma.

No dia 17 de março foi realizada uma consulta pública com a população e autoridades para discutir o assunto. Lourdes informa que a secretaria está trabalhando em diversas aspectos, mas no momento, o objetivo é o plano de preservação das falésias "porque por muito tempo o local foi abandonado pelos gestores anteriores", afirma ela.

Inicialmente deve ser aprovado um Decreto na Câmara Municipal sobre o projeto. A secretária afirma que o projeto já está sendo encaminhado e que em breve placas de sinalização serão colocadas na área.

“Não era preciso nem das placas para as pessoas cuidarem e preservarem, mas infelizmente é necessário. Estamos tentando transformar a área em um monumento histórico da cidade”, relata.

A secretaria esclarece que as falésias de Tibau são semelhantes às do município de Beberibe, no Estado do Ceará, só que em menor proporção. “Por isso, estamos buscando transformá-las em patrimônio monumental da cidade”, enfatiza.

Com o desenvolvimento do projeto, as falésias de Tibau serão ponto de visitação no município, o que vai contribuir para o fomento do turismo na região.

Questionada pelo MOSSORÓ HOJE, Maria de Lourdes afirma que a pedra do chapéu é outro ponto turístico da cidade que necessita de preservação. Casas foram construídas em cima da propriedade que é pública.

“Primeiro estamos cuidando dessa questão das falésias porque é emergencial. Depois vamos ver esse outro ponto”, conclui.

O município de Tibau possui cerca de 3 mil habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A praia é uma das mais requisitadas na região durante o período de reveillon e carnaval. Durante o verão, o município chega a triplicar a quantidade de habitantes.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário