15 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:56
POLÍTICA

Divulgação do balanço marcará reconstrução da Petrobras , diz Levy

Ministro reafirmou que a maior parte do esforço do governo para equilibrar suas contas está concentrada nos cortes de gastos do governo e na ?reversão? de certos benefícios fiscais
Da redação
20/04/2015 14:43
Atualizado
14/12/2018 10:17
A+   A-  
Imagem 1 -   Divulgação do balanço marcará reconstrução da Petrobras , diz Levy
Internet

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, destacou hoje, 20, em Nova York, a expectativa com a publicação dos balanços da Petrobras nos próximos dias. Para ele, a divulgação dos resultados será mais um passo na reconstrução da empresa. Ele destacou também a expectativa com o novo Conselho de Administração da Petrobras (CAP), que deverá ter mais profissionais da iniciativa privada e menos indicações políticas.

Ao participar, nesta segunda-feira da Cúpula das Américas de Política Monetária, promovida pela agência de notícias Bloomberg, Levy disse que o excesso de preocupação com a Petrobras é bom, mas indicou que parte das mudanças tem a ver também com a queda nos preços do petróleo no mercado internacional e, por isso, o impacto não é só na economia brasileira, mas também no exterior.

Em entrevista transmitida na internet pela Bloomberg, o ministro afirmou também que o Brasil tem, sim, condições de alcançar este ano a meta de superávit primário de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB).

Levy reafirmou que a maior parte do esforço do governo para equilibrar suas contas está concentrada nos cortes de gastos do governo e na “reversão” de certos benefícios fiscais. Ele se referia às desonerações em determinados setores, usadas até recentemente pelo governo para o enfrentamento da crise.

Segundo Levy, a divulgação do balanço "marcará mais uma etapa na reconstrução da companhia. O documento contábil ainda não foi publicado porque a Petrobras precisou calcular o custo da corrupção embutido indevidamente em seus investimentos, entre 2004 e 2012. O balanço fiscal de 2014 foi enviado hoje para análise do conselho fiscal da companhia.

Os resultados deverão ser divulgados nesta quarta-feira, 22. "Acho que a principal coisa é que vai acabar com toda essa preocupação do mercado internacional", disse Levy. O ministro destacou os esforços para mudar a forma com que a companhia é gerenciada, com maior transparência entre os altos executivos. "Isso é um dos melhores jeitos de garantir a melhora na governança, assim a expectativa de ter um novo Conselho de Administração".

Levy defendeu que, dentro de uma companhia, nem sempre todos os executivos sabem de tudo. Mas que, aqueles que estavam cientes do esquema de corripção dentro da Petrobras foram punidos.

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário