18 NOV 2019 | ATUALIZADO 19:12
POLÍTICA

PSDC homologa nome de Josué Moreira como candidato a prefeito

Convenção também oficializou Karliana Fernandes como candidata à vice. No entanto, diretório nacional do PSOL não apoia aliança, segundo vice-presidente da legenda em Mossoró.
Da redação
01/08/2016 15:55
Atualizado
14/12/2018 08:56
A+   A-  
Imagem 1 -  PSDC homologa nome de Josué Moreira como candidato a prefeito
Cedida
O Partido Social Democrático Cristão (PSDC) oficializou na manhã do domingo, 31 de julho, o nome do professor Josué Moreira como candidato a prefeito de Mossoró. A convenção da legenda foi realizada na Escola Municipal Joaquim Felício de Moura, no bairro Bom Jardim.

Na ocasião, também foi apresentada a proposta de uma aliança nas chapas proporcional e majoritária com o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), que indicou a cirurgiã dentista Karliana Fernandes como candidata a vice na composição com Josué Moreira.  A coligação também anunciou 29 candidatos a vereador, sendo 26 do PSDC e três do PSOL.

“Com a formação desta aliança de partidos tão diferentes propomos o diálogo como forma de resolver os conflitos ideológicos. Provamos que é possível inovar e emergir para o novo, para o centro, para o equilíbrio, para a razão. Os dois partidos propõem juntos revolucionar a educação como base para o desenvolvimento econômico e social, promover as mudanças verdadeiras que a cidade necessita e recomeçar fazendo uma nova história para a política de Mossoró”, afirmou o professor Josué Moreira.

O nome do PSDC à disputa pela Prefeitura de Mossoró destacou ainda que tanto o Partido Social Democrático Cristão quanto o PSOL “sempre se posicionaram contra a elite política dominante e a forma tradicional de governar Mossoró. Mesmo em campos opostos na disputa da eleição em 2012 e na eleição suplementar em 2014, sempre marcaram a disputa pelo respeito mútuo. As duas agremiações em 2014 na eleição suplementar receberam a confiança de quase 7 mil eleitores que votaram conscientes”, frisou Josué.

A aliança entre PSDC e PSOL, no entanto, esbarra em decisões de instância superior. De acordo com o vice-presidente do PSOL em Mossoró, Cláudio Palheta, o diretório nacional da legenda vetou, por unanimidade, a formação dessa chapa. Segundo o estudante, o Partido Socialismo Liberdade deve formar uma frente de esquerda com o PSTU.

Josué Moreira afirmou ao Mossoró Hoje que essa decisão ainda não foi comunidade oficialmente, por isso, a parceria está mantida. “É preciso entender que temos mais motivos para manter a aliança do que abrir mão dela, pois os dois partidos dão prova de que é possível o diálogo e trazer para o centro, para o equilíbriom as diferenças que nos mantém afastados ideologicamente. Mossoró ganha uma coligação de dois partidos que não participam de acordão e não estão em liquidação na crise moral e ética que mancha a política mossoroense. Partidos que têm preço, não podem ter valor”, finalizou o candidato do PSDC.
 

Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário