23 JUL 2024 | ATUALIZADO 18:32
VARIEDADES
Da redação
12/08/2016 08:27
Atualizado
12/12/2018 02:54

“Deixe-me Viver”: mais uma história espírita nos cinemas

A+   A-  
O livro que originou o filme foi ditado pelo espírito Luíz Sérgio, psicografado pela médium Irene Pacheco Machado
Imagem 1 -  “Deixe-me Viver”: mais uma história espírita nos cinemas
O filme "Deixe-me viver", que estará em breve nos cinemas, relata de forma clara e objetiva o tormento que passa um abortado e as consequências desastrosas para os que praticam o aborto, seja na qualidade de pacientes, indutores, executantes e/ou equipes participantes deste ato.

O livro que originou o filme foi ditado pelo espírito Luíz Sérgio, psicografado pela médium Irene Pacheco Machado com o objetivo espiritual de amenizar a violência do aborto contra os espíritos que precisam de um corpo carnal.

Assista ao trailer:
 

Quem é o espírito Luiz Sérgio?

Luiz Sérgio, que residiu em Brasília, é um jovem feliz e carismático. Estudante de engenharia, desencarnou aos 23 anos no ano de 1973, decorrido de um acidente de automóvel.

Em pouco tempo após a sua desencarnação, começa a comunicar-se pela mediunidade de sua prima Alayde de Assunção e Silva, a fim de narrar as suas primeiras experiências extracorpóreas aos seus familiares que transformaram-se nos seus três primeiros livros: O Mundo Que Eu Encontrei (76), Novas Mensagens (78) e Intercambio(81).

Após estes primeiros livros, o espírito Luiz Sérgio recebeu a oportunidade de relatar suas experiências no plano espiritual que são encontradas em outros livros como:

• Na Esperança de uma Nova Vida;

• Mãos Estendidas;• Deixe-me viver, entre outros, psicografados pela médium Irene Pacheco Machado.

 

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário