23 MAR 2019 | ATUALIZADO 09:07
POLÍTICA

Empresário diz que assume Prefeitura de Apodi "com temor e tremor"

Sessão extraordinária foi realizada na manhã desta sexta (26), na Câmara Municipal de Apodi. O prefeito Flaviano Monteiro foi afastado por não prestar contas à Câmara.
Da redação
26/08/2016 06:13
Atualizado
12/12/2018 23:18
A+   A-  
Empresário diz que assume Prefeitura de Apodi "com temor e tremor"
Josenias Freitas / Assessoria da Câmara
O presidente da Câmara de Apodi, vereador Filho Neto, do PPS, empossou na manhã desta sexta-feira (26) o empresário e vice José Maria Silva, do PSD, no cargo de prefeito municipal.

“Assumo essa responsabilidade, com temor e tremor, mas ciente das minhas atribuições de gerir esse município com zelo e lisura”, frisou José Maria em seu primeiro discurso.
 

Veja mais

Vereadores de Apodi afastam prefeito por não atender aos requerimentos da Câmara
 
A sessão foi extraordinária e contou com a presença de vários vereadores e pessoas protestando em apoio ao afastamento do prefeito e contra.
 
O prefeito Flaviano Monteiro, do PC do B, foi afastado na tarde desta quinta-feira, 25, por nove dos 13 vereadores do município por não prestar contas à Câmara de seus atos.
 
Nesta sexta-feira, 26, o prefeito afastado Flaviano Monteiro, no programa eleitoral, declarou que foi injustiçado pelos vereadores e que o povo vai dá a resposta nas urnas.
 
Monteiro não deixou claro se vai recorrer. Entretanto, extraoficial, o MOSSORÓ HOJE recebeu a informação que ele vai recorrer sim da decisão dos vereadores de Apodi.
 
O empresário José Maria da Silva, do PSD, no caso de a Justiça não mudar a decisão da Câmara, ficará no cargo até o dia 1º de janeiro de 2017, quando o novo prefeito deve assumir.
 

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário