19 JUL 2019 | ATUALIZADO 00:24
MUNDO

Estrutura da Catedral da Notre-Dame foi preservada, dizem peritos

Com o incêndio extinto, as autoridades começaram “uma investigação longa e complexa”, explicou nesta terça-feira o promotor de Paris, Rémy Heitz. Até agora, o desastre é considerado um acidente. De acordo com o presidente Emmanuel Macron, a igreja será reconstruída ainda mais bonita em cinco ano
AGÊNCIA O GLOBO
16/04/2019 15:46
Atualizado
16/04/2019 15:46
A+   A-  
Estrutura da Catedral da Notre-Dame foi preservada, dizem peritos
A Catedral de Notre-Dame permanece estruturalmente sólida após o incêndio de grandes proporções que atingiu a igreja na noite de segunda-feira e durou cerca de 13 horas. As chamas destruíram a base de madeira do teto de mais de cem metros de comprimento, assim como o pináculo (a flecha) de 93 metros de altura, um dos símbolos de Paris e a torre mais alta do edifício
CHRISTOPHE PETIT TESSON / AFP

A Catedral de Notre-Dame permanece estruturalmente sólida após o incêndio de grandes proporções que atingiu a igreja na noite de segunda-feira e durou cerca de 13 horas. As chamas destruíram a base de madeira do teto de mais de cem metros de comprimento, assim como o pináculo (a flecha) de 93 metros de altura, um dos símbolos de Paris e a torre mais alta do edifício. Além disso, o fogo deixou três buracos no teto abobadado, de acordo com autoridades, após uma inspeção nesta terça-feira.

Com o incêndio extinto, as autoridades começaram “uma investigação longa e complexa”, explicou nesta terça-feira o promotor de Paris, Rémy Heitz. Até agora, o desastre é considerado um acidente. De acordo com o presidente Emmanuel Macron, a igreja será reconstruída ainda mais bonita em cinco ano.

 — Nada nesta fase sugere um ato voluntário — disse Heitz a jornalistas. — Nós estamos priorizando a teoria de um acidente.

Os quase 50 investigadores designados para o caso estão agora entrevistando os funcionários que trabalhavam na restauração da catedral e deixaram o local pouco antes de o fogo começar. O primeiro alarme foi acionado às 18h20, mas nenhum foco foi encontrado, segundo Heitz. Um segundo alarme disparou 23 minutos depois, e as chamas finalmente foram descobertas na estrutura de madeira do sótão.

 — Temos peritos de incêndio na catedral, que sobem três vezes por dia ao telhado de madeira para fazer uma avaliação — explicou o reitor da catedral, Patrick Chauvet à rádio France Inter.

De acordo com ele, há ainda um bombeiro fixo na igreja, mas o reitor não esclareceu se essa pessoa estava presente no local na segunda-feira.

— Por segurança, não acho que poderíamos fazer mais. Mas há sempre um incidente que você não pode prever.

 — É uma tragédia absoluta, pior do que qualquer coisa que poderíamos ter imaginado.

Dois policiais e um bombeiro ficaram feridos na batalha para controlar o incêndio. A destruição total da igreja foi evitada por questão de “15 minutos ou meia hora”, informou mais cedo o ministro do Interior da França, Laurent Nuñez:

 — Cerca de 20 funcionários, que colocaram suas vidas em perigo, entraram nas duas torres para combater o incêndio de dentro e isso permitiu salvar o edifício.

A Catedral de Notre-Dame, cuja construção começou no século XI, é parte do Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991. É o monumento histórico mais visitado da Europa, com entre 12 e 14 milhões de visitantes por ano.

O arquiteto Bernard Fonquernie, que supervisionou o trabalho de reforma na catedral nas décadas de 1980 e 1990, disse acreditar que grande parte do prédio e seus móveis poderiam ser salvos. Fotos do interior da igreja mostraram que muitas luminárias, bancos e um púlpito permaneciam intactos.

Famílias ricas prometeram doar, até agora, um total de 600 milhões de euros , ou R$ 2,634 bilhões. A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, disse que o município vai liberar 50 milhões de euros, e a região de Île-de-France, outros 10 milhões (mais R$ 262 milhões). O CEO da gigante de petróleo francesa, a Total, anunciou a doação de 100 milhões de euros (cerca de R$ 435 milhões).


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário