17 OUT 2019 | ATUALIZADO 20:05
ESTADO

Prates inclui duplicação da BR 304 no Lei Diretrizes Orçamentárias de 2020

Duplicação da BR 304 no trecho entre Mossoró e Natal é um sonho da população de décadas da população do RN, principalmente da cadeia produtiva de frutas, sal e cimento na região de Mossoró
11/08/2019 09:53
Atualizado
12/08/2019 07:41
A+   A-  
Imagem 1 -  Senador Jean Paul Prates conseguiu incluir a duplicação da BR 304 na Lei de Diretrizes Orçamentária de 2020; A rodovia se tornou estreita ao longo das décadas para o grande fluxo de caminhões e carros de passeios trafegando nos dois sentidos, o que tem ocasionado acidentes e muitas mortes
Senador Jean Paul Prates conseguiu incluir a duplicação da BR 304 na Lei de Diretrizes Orçamentária de 2020; A rodovia se tornou estreita ao longo das décadas para o grande fluxo de caminhões e carros de passeios trafegando nos dois sentidos, o que tem ocasionado acidentes e muitas mortes
FOTO CANINDÉ SOARES

O senador Jean Paul Prates (PT) aprovou esta semana passada emenda na Comissão Mista de Orçamento (CMO), do Congresso, incluindo a duplicação da BR 304 (do entroncamento com a BR 226 até a divisa com o Estado do Ceará) na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020.

A LDO é o primeiro passo para se ter os recursos no Orçamento Geral da União (OGU) para se concretizar a obra. Para assegurar estes recursos, é importante apoio de toda bancada federal do Rio Grande do Norte, para convencer o Governo Federal da necessidade de duplicar esta rodovia, considerando que no Ceará, Paraíba e Pernambuco isto já aconteceu.

Argumenta-se também que trata-se de uma obra desejada há décadas por todos os setores do RN. A BR-304 e suas pontes são bem antigas. A Ponte Felipe Guerra, em Assu, por exemplo, foi concluída em 1952, quando não havia grandes caminhões trafegando por esta rodovia. A duplicação é uma adequação a realidade.

Outro fato que justifica o investimento do Governo Federal é que acontecem muitos acidentes com mortes, principalmente em função do grande fluxo de veículos de grande porte e a rodovia ser estreita e ter acostamentos comprometidos. Com a duplicação, acredita-se que haverá uma redução no número de mortes.

Foto: g1


Também é benefício para as empresas que produzem frutas (especialmente melão para o mercado externo) na região de Mossoró e Vale do Açu, assim como os salineiros e as cimenteiras na região de Mossoró, que precisam desta rodovia para escoar as produções para outros estados ou para embarcar no porto de Natal.

Outro seguimento também beneficiado com a possível duplicação da BR 304, é a interiorização do turismo. Com a rodovia melhor e mais segura, as empresas de turismo com atuação em Natal, vão poder oferecer pacotes aos turistas para conhecer as belezas das regiões serranas e principalmente das salinas no litoral norte do RN.

Outro seguimento que será beneficiado com a duplicação da BR 304 é o de geração de energia limpa. Sempre foi de grande dificuldade se transportar pás eólicas e grandes turbinas pelas rodovias do RN, o que dificuldade, encarece e até atrasa a instalação de parques de produção de energia solar no interior do Rio Grande do Norte. 

“Uma das obras mais esperadas pela população potiguar, a duplicação da BR 304, no trecho Natal - Mossoró, está mais próximo de virar realidade”, diz o senador Jean Paulo Prates em sua rede social fazendo referência a emenda que aprovou na CMO, que está no seu oitavo mês como senador da república em Brasília, atuando em defesa do Rio Grande do Norte e do País.

Para o senador, que tem atuação forte em Brasília defendendo o fortalecimento da economia brasileira, em especial do Rio Grande do Norte, a duplicação da BR 304 é obra estratégica para que se tenha dinheiro "novo", sendo investido no Estado, para que este possa sair desta situação de crise tão grave que o atual governo encontro.

Reta Tabajara

A duplicação da BR 304 foi iniciada pela reta tabajara, em Macaíba, mas as obras são bem lentas, quase parando. Já dura anos e não é concluída, causando grandes transtornos para quem precisa se deslocar de Natal para o interior ou outro o contrário.

Notas

Novo Eleitoral

Publicidades

Unicursos em Mossoró MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário