29 MAI 2024 | ATUALIZADO 18:43
MOSSORÓ
Cezar Alves
09/09/2015 17:58
Atualizado
14/12/2018 03:25

A gente dizia para ele deixar estas amizades?, diz irmão da vítima

A+   A-  
Pintor Weberton Júlio foi executado a tiros na noite desta quarta-feira, 9, na área de loteamento ao lado norte do Conjunto Santa Júlia, região Oeste do município de Mossoró
Imagem 1 -   A gente dizia para ele deixar estas amizades?, diz irmão da vítima
Cezar Alves

O pintor Weverton Júlio da Silva, de 22 anos, residente no Conjunto Santa Júlia, foi executado a tiros de pistola por volta das 2h desta quarta-feira, 9, no loteamento Por do Sol.

As testemunhas contaram que ele saiu de casa na direção do Conjunto Integração e teria sido seguido por dois homens numa moto. Os Ouviram os disparos e os homens fugindo.

Em seguida, um carro escuro teria se aproximado da vítima e efetuado outros disparos. Weverton, que é casado e tem uma filha de cinco meses, estava numa Moto Pop amarela.

Após analisar o local do crime, o perito criminal do Instituto Técnico-científico de Polícia (ITEP) destacou que a vítima ainda tentou fugir, mas teria sido alcançada pelos atiradores.

O irmão da vítima Antônio Apolinário disse que ele já havia sofrido outras duas tentativas de homicídios, uma no bairro Paredões e outra no Alto da Conceição.

Lembra que o irmão chegou a ser conduzido uma vez a Delegacia de Plantão, porém lá as vítimas reconheceram os verdadeiros assaltantes e ele foi solto.

Sobre o homicídio, Antônio Apolinário acredita que foi “as amizades”. “Tanto que eu pedi a ele. Tanto que eu conversei. A gente dizia para ele deixar estas amizades”.

O sargento PM Alfredo Carneiro comandou a equipe da Policia Militar que isolou o local e chamou o SAMU para averiguar o quadro de óbito da vítima.

O delegado Igor Lopes, que está de plantão, esteve no local com equipe de agentes civis fazendo os primeiros levantamentos. “Tudo indica que foi execução”, destaca.

O corpo foi removido após o local ser periciado para exames na sede do Instituto Técnico-científico de Polícia (ITEP), devendo ser liberado para sepultamento em seguida.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Mossoró.

Este foi o homicídio 112 só este ano em Mossoró.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário