07 ABR 2020 | ATUALIZADO 18:52
ESPORTE
12/02/2020 06:44
Atualizado
12/02/2020 06:47

Seleções vão agitar o futebol europeu e sul-americano durante a temporada de 2020

A+   A-  
A competição é uma grande oportunidade para Tite testar mais jogadores e, ao mesmo tempo, ver com quem ele pode contar para os próximos anos. A pressão pelo título mundial no Catar é forte, e o treinador brasileiro sabe que precisa mostrar serviço
Imagem 1 -
Foto: Ricardo Stuckert / CBF

O futebol mundial terá um calendário cheio em 2020, principalmente com os torneios de seleções da Europa e da América do Sul. A 47ª edição da Copa América foi confirmada para acontecer na Argentina e na Colômbia, enquanto a edição especial da Eurocopa atravessa quase todo o Velho Continente. Além disso, a Seleção Brasileira ainda precisa focar em outras duas competições: as Eliminatórias para o Mundial de 2022 e as Olimpíadas de Tóquio, que contaram com o time Sub-23.

Neste calendário, a maior surpresa fica por conta da Copa América. O torneio vencido pelo Brasil no ano passado, após vitória contra Peru no Maracanã, volta a acontecer depois de um ano. A ideia da Conmebol é alinhar o calendário com o futebol europeu, fazendo o torneio sul-americano ser disputado sempre no mesmo período que a Eurocopa. Ou seja, teremos a 47ª da Copa América em junho e julho. A outra novidade no torneio será o formato de disputa para se adaptar aos dois países sedes.


Em anúncio oficial no final de 2019, a Conmebol confirmou que os jogos vão acontecer em estádios da Argentina e da Colômbia. O jornal Gazeta Esportiva explica que serão 12 equipes divididas em dois grupos. O Brasil foi sorteado no Grupo Norte, ao lado de Catar, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. Esses times vão jogar apenas em território colombiano. Já no Grupo Sul, vão se enfrentar Argentina, Austrália, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. A final da competição está marcada para o dia 12 de julho, no Estádio Metropolitano, em Barranquilla. 

Após os altos e baixos em 2019, a Seleção Brasileira deve chegar com força para defender o título do ano passado. Segundo números de reportagem do Globoesporte, a equipe de Tite terminou o ano com 62,5% de aproveitamento e pouco futebol dentro de campo. Uma nova disputa com a Argentina, após vitória nas semifinais no torneio, já é esperada por alguns.

Disputa na Europa

Não é só a Copa América que chega com novidades, já que a Eurocopa de 2020 também será diferente. O torneio comemora 60 anos de existência e, por isso, vai acontecer em 12 cidades de países distintos. A final está marcada também para o dia 12 de julho, e vai acontecer no Estádio de Wembley, em Londres. A abertura será em junho, no Stadio Olimpico, em Roma. Com isso, Inglaterra e Itália já possuem estádios garantidos.

As outras 10 cidades são: Munique (Alemanha), Baku (Azerbaijão), São Petersburgo (Rússia), Bucareste (Romênia), Amsterdam (Holanda), Dublin (Irlanda), Bilbao (Espanha), Budapeste (Hungria), Glasgow (Escócia) e Copenhagem (Dinamarca).

O curioso é que França e Bélgica ficaram de fora das sedes, mas chegam na Eurocopa com grande favoritismo. Ao lado da Inglaterra, as duas equipes aparecem entre as mais cotadas nas projeções da Betway, site de aposta esportiva. No dia 18 de janeiro, os atuais campeões mundiais apareciam com 14,3% de chance de título. Apenas os ingleses e os belgas, nesta ordem, possuem chances maiores.


A seleção de Portugal, atual campeão europeu e também da Liga das Nações, chega em 2020 pouco falada e com muitas chances de surpreender novamente. Em 2016, a equipe não aparecia entre as mais cotadas e, mesmo assim, conseguiu vencer a França por 1 a 0, após os acréscimos. A torcida espera que Cristiano Ronaldo volte a ser importante, como lembra a análise do Lance. O camisa 7 pode fazer a diferença em busca do bicampeonato. 

Ano de Olimpíadas e Eliminatórias

Se todas essas competições não bastassem, o futebol mundial ainda será agitado por conta das Olimpíadas de Tóquio. O torneio disputado no Japão não costuma ser prioridade para as equipes, e por isso é disputado com elencos Sub-23. No entanto, a Seleção Brasileira busca defender o título inédito conquistado no Rio de Janeiro em 2016. Outra disputa que se inicia, tanto na América do Sul como na Europa, são as Eliminatórias para o Mundial de 2022.


O Brasil já conhece até o primeiro adversário, que será a Bolívia no dia 26 de março, como mostra o portal oficial da Confederação Brasileira de Futebol. A competição é uma grande oportunidade para Tite testar mais jogadores e, ao mesmo tempo, ver com quem ele pode contar para os próximos anos. A pressão pelo título mundial no Catar é forte, e o treinador brasileiro sabe que precisa mostrar serviço.

Assim, a temporada de 2020 promete ser boa para os fãs de futebol. Os torneios de clubes vão continuar chamando atenção, principalmente a Libertadores e a Liga dos Campeões. Entretanto, o ano será marcado pelos vários jogos envolvendo seleções e vale a pena ficar de olho neles. Vamos torcer para que a Seleção Brasileira encerre 2020 novamente com títulos e mais próximo da vaga na Copa do Mundo de 2022.

Notas

Brinds

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário