08 ABR 2020 | ATUALIZADO 10:43
MOSSORÓ
DA REDAÇÃO
21/02/2020 10:34
Atualizado
21/02/2020 10:34

Em ano eleitoral, Ufersa inaugura site de "transparência" pela metade

A+   A-  
Praticamente em todas as oito abas, os levantamentos explicitados cobrem apenas o universo que compreende os anos de 2014 e 2018, ou seja cinco ano. Não há uma transparência, nem o texto da Ufersa explica, o fato de os anos anteriores a 2014, não constarem no espaço virtual
Imagem 1 -   Pró-Reitoria de Planejamento, a Proplan, lançou a plataforma “Números Ufersa”, com proposta de ser um espaço virtual, onde o "cidadão poderá ver todos os gráficos, números, tabelas, além de outros indicadores da Ufersa". Mas, não é bem assim
Pró-Reitoria de Planejamento, a Proplan, lançou a plataforma “Números Ufersa”, com proposta de ser um espaço virtual, onde o "cidadão poderá ver todos os gráficos, números, tabelas, além de outros indicadores da Ufersa". Mas, não é bem assim
Reprodução

No site da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFERSA), material produzido pela assessoria de comunicação da instituição procura destacar aspectos de transparência com números que envolvem a graduação, pós-graduação, servidores, contas e etc.

Alardeado em período onde o clima está acirrado diante da escolha do substituto do atual reitor José de Arimatéia de Matos, que intenta emplacar seu candidato, o professor e pró-reitor Rodrigo Codes, a exposição de número sugere um caráter eleitoreiro diante do longo período em que a instituição evitou abrir detalhes de sua estrutura.

Para explicar melhor, o texto do site mostra que a Pró-Reitoria de Planejamento, a Proplan, lançou a plataforma “Números Ufersa”, com proposta de ser um espaço virtual, onde o "cidadão poderá ver todos os gráficos, números, tabelas, além de outros indicadores da Ufersa". O site utiliza a palavra "todos", mas o MOSSORÓ HOJE observou que apenas um período é parcialmente disponibilizado pela plataforma.

Praticamente em todas as oito abas, os levantamentos explicitados cobrem apenas o universo que compreende os anos de 2014 e 2018, ou seja cinco ano. Não há uma transparência, nem o texto da Ufersa explica, o fato de os anos anteriores a 2014, não constarem no espaço virtual.

Quanto ao ano de 2019, a explicação é de que " serão disponibilizadas com o fechamento do relatório de gestão previsto para o final de fevereiro". O mesmo ocorre com os dados sobre convênios concluídos da Fundação Guimarães Duque, constando apenas até 2014. Embora privada é dotada de autonomia financeira, administrativa e política para apoiar as atividades de ensino, pesquisa, extensão e desenvolvimento tecnológico da universidade, de quem recebe recursos.

Vale frisar que a Universidade Federal Rural do Semi-Árido foi fundada em 2005 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas efetivamente começou suas atividades dois anos depois. Portanto, de 2007 a 2013, não há qualquer registro da proposta institucional de transparência dos números.


Notas

Brinds

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário